terça-feira, 4 de setembro de 2012

Iniciação científica: alunos do Ciência Sem Fronteiras poderão fazer estágios nos EUA


Os estudantes que participam do programa de bolsas para iniciação científica Ciência sem Fronteiras terão apoio dos governos do Brasil e dos Estados Unidos para fazer estágios em empresas com atuação nos dois países.

O anúncio foi feito pelo subsecretário do Departamento de Comércio dos Estados Unidos (DoC), Francisco Sanchez, e pela secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil (MDIC), Tatiana Prazeres, em recente reunião (30/8/2012) com empresários na sede do Sistema Indústria, em Brasília.

A secretária informou que já existem 50 empresas brasileiras que atuam nos Estados Unidos interessadas em participar da iniciativa. Mas a expectativa do governo é elevar esse número. “O objetivo é aproximar os alunos brasileiros das tecnologias norte-americanas e vice-versa”, explicou Tatiana.

“Os Estados Unidos e o presidente Obama apoiam a iniciativa”, afirmou Sanchez. Ele anunciou que representantes de 66 universidades norte-americanas estão no Brasil para atrair estudantes e apoiar o Ciência sem Fronteiras, programa do governo brasileiro que financiará cem mil bolsas de iniciação científica no exterior em quatro anos. O Sistema Indústria apoia o programa financiando 6 mil das cem mil bolsas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário