terça-feira, 18 de setembro de 2012

Eficiência energética: Senai apresenta projeto na Morar Mais por Menos


O Senai de Mato Grosso do Sul vai apresentar projeto de eficiência energética durante a Morar Mais por Menos, que ocorrerá de 2 de outubro a 11 de novembro, em Campo Grande. A mostra será composta por 53 ambientes cujas estruturas apresentam economia e eficiência. De acordo com a assessora de cooperação e projetos especiais do Senai-MS, Ilana Coutinho Alencar, a participação da organização no evento envolve alunos do curso de qualificação de eletricista predial realizado em parceria com a Scheneider.

“Nossos alunos vão instalar o projeto no restaurante que está sendo montado dentro do evento e é um dos 53 ambientes que serão apresentados durante o Mora Mais por Menos. As arquitetas Luciana Teixeira e Ana Paula Zahran são as responsáveis por esse ambiente e nós somos parceiros para que elas desenvolvam o projeto dentro do conceito de menor consumo de energia”, detalhou Ilana.

Segundo o supervisor da elétrica predial e industrial da FatecSenai Campo Grande, Antônio Tavares de França Júnior, os alunos terão duas semanas de trabalho, oportunidade vai funcionar como laboratório. “O projeto visa à eficiência energética, automação residencial e arquitetura. Nós vamos cuidar da parte elétrica e contribuir com a parte da iluminação, verificar o melhor tipo de tomada, melhor altura, melhor disposição de equipamento para melhor eficiência”, explicou.

O instrutor do curso de eletricista predial da FatecSenai Campo Grande, Edson Lima, e sua turma de 23 alunos fizeram a sondagem dos pontos existentes e já iniciaram a montagem do projeto.

Aluno do curso de eletricista predial, Júlio Cesar Martinez dos Santos, 56 anos, destaca que já fez o curso há quase 10 anos e agora retornou para atualização. “Ao longo desse tempo muita coisa mudou e nós precisamos nos atualizar sempre”.

Independência é a palavra de ordem para o aluno Carlos Ramão Gonçalves, 43 anos. “Tinha conhecimento razoável e vim fazer o curso para conseguir mais independência na hora de resolver situação que envolve a eletricidade.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário