terça-feira, 28 de agosto de 2012

Celulose e papel: Klabin vai priorizar trabalhadores e fornecedores locais em sua nova fábrica

A instalação da nova unidade de produção de celulose da Klabin, no município de Ortigueira, no Paraná, deu mais um passo para sua concretização nesta segunda (27/8/2012). Uma reunião da direção da empresa com o primeiro escalão do governo estadual e executivos do Sistema Indústria reforçou a disposição do poder público e do setor produtivo de dar suporte para a instalação deste que será o maior investimento privado da história do estado no valor de R$ 6,8 bilhões.

As obras da nova fábrica da Klabin terão início em novembro, e devem empregar, nesta fase, cerca de 8 mil trabalhadores. A previsão é que a unidade comece a operar em 2014, com capacidade para produzir 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano. Serão três tipos de produto: celulose de fibra curta, de fibra longa e do tipo Fluff, esta última usada na fabricação de absorventes e fraldas.

Segundo o diretor-geral da Klabin, Fabio Schvartsman, a instalação da nova unidade da empresa irá fomentar o desenvolvimento econômico e social de Ortigueira, que detém o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Paraná. “A Klabin já ajudou Telêmaco Borba a se tornar uma cidade com bom IDH, agora é hora de ajudar Ortigueira”, afirmou, referindo-se à outra unidade da empresa no Paraná.

A empresa pretende usar o máximo de profissionais locais na produção. A formação e capacitação dos trabalhadores será por meio do Pronatec com as parcerias do governo estadual e do Senai, além de outras organizações do Sistema S.

2 comentários:

  1. Com certeza será muito bom para o desenvolvimento da cidade de Ortigueira-PR, e principalmente quando há uma oportunidade gratuita de capacitação penso eu, aproveito para perguntar se haverá algum curso para empresas terceirizadas ou prestadoras de serviços da mesma. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tom, desculpe, mas estava de férias.

      Procure o Senai do Paraná: http://www.fiepr.org.br/Research591content69295.shtml

      Abraço,

      Excluir