terça-feira, 21 de agosto de 2012

A Educação que funciona: sem tecnologia, escola do ES é a primeira do estado no Ideb

Sem o auxílio de equipamentos tecnológicos, e com criatividade de sobra, a escola pública municipal Ana Araújo, do no município de Alfredo Chaves, no Espírito Santo, foi a que apresentou a nota mais alta entre as instituições do estado, segundo a avaliação feita pelo Ministério da Educação (Mec), por meio do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2011.

A nota da escola ficou acima da média nacional, com 7,1 pontos até a 4ª série e 5,2 pontos até a 8ª série.

De acordo com a instituição, 100% dos alunos até 8 anos de idade sabem ler, escrever e interpretar. O resultado satisfatório vem de ideias simples, como a "Maleta Viajante".

"No caso da maleta, os alunos são sorteados e todos os dias alguém leva a maleta para casa, junto com um livro de história e o caderno de registros. Eles fazem esse registro e apresentam na aula no dia seguinte", explicou a professora Cibele Destefani.

Nessa escola, a matemática não é um bicho-papão. Segundo os educadores, a média das notas é acima de 8,0 pontos.

"A minha aula não é forçada, dou aula em um clima de amizade. Primeiro escuto as dúvidas dos alunos para depois desenvolver a aula em cima disso", explicou a professora Priscila Costa, frisando que o clima das aulas ficou melhor depois que a barreira aluno/professor foi quebrada.

"A gente consegue, em uma escola de 500 alunos, conseguir chamar todos pelo nome. Conhecemos nossos alunos, conhecemos as famílias, aqui todo mundo trabalha, de fato, muito junto", afirma a diretora Shirlei Nascimento frisando o bom relacionamento escolar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário