terça-feira, 3 de julho de 2012

Tecnologia alemã: Brasil busca parcerias para ampliar cultura inovadora nas empresas

O secretário de Inovação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Nelson Fujimoto, esteve, nesta quinta (8/7/2012), na Sociedade Fraunhofer, Alemanha, para conhecer a experiência do maior centro de pesquisa aplicada da Europa. A instituição, que promove parcerias entre universidade, setor empresarial e governo, tem mais de 80 unidades de pesquisa espalhadas pelo país.

Segundo Fujimoto, que visitou a instituição a convite da diretoria, a iniciativa alemã pode servir de inspiração para o Brasil. "Esse modelo é importante por possibilitar a interação entre universidade, empresa e governo. Entre o conhecimento que nasce nas universidades e as indústrias. É essa troca de conhecimento que produz pesquisa aplicada, área na qual ainda precisamos avançar muito no Brasil", explicou.

Conforme o secretário, o Plano Brasil Maior é uma resposta à necessidade de um salto tecnológico da indústria nacional, a partir de investimentos em pesquisa e inovação, e pode se beneficiar da inteligência acumulada pela experiência alemã. "Estamos identificando, em cada setor, quais são as dificuldades. Em seguida, vamos definir áreas que podem ser beneficiadas por um intercâmbio ou consultoria com a Sociedade Fraunhofer. É importante conhecer e compreender como os alemães operam a questão da inovação na indústria para poder aplicar na realidade brasileira", sustentou Fujimoto, ao lembrar parceria já firmada entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação com a organização alemã.

CeBIT - A visita à Sociedade Fraunhofer aconteceu durante a Feira Internacional das Tecnologias da Informação e das Comunicações (CeBIT 2012), que ocorre até o dia 10 de março, em Hannover, na Alemanha. O Brasil é país-parceiro desta edição da CeBIT, a convite do governo alemão.

A delegação brasileira é integrada por mais de 100 empresas, com estandes espalhados por toda a feira. O evento recebeu a visita da presidenta da República, Dilma Rousseff, e do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, que participaram da abertura e visitaram os estandes ao lado da chanceler alemã, Angela Merkel.
Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Nenhum comentário:

Postar um comentário