quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Pronatec: Senai-RO forma jovens profissionais para o setor de vestuário

Empresários, alunos e o público e geral não economizaram aplausos durante o recente desfile de conclusão do curso de Desenhista de Moda do Senai Marechal Rondon, em Porto Velho. O curso foi ministrado por meio do Pronatec, com o apoio do Sindicato das Indústrias do Vestuário do estado (Sindivest-RO).

Para o presidente do Sistema Fiero, Denis Baú, é importante valorizar a produção local e mostrar a potencialidade da moda e do vestuário rondonienses que são competitivos em qualquer mercado. “Tive a oportunidade de conferir o trabalho dos novos profissionais e fiquei emocionado com a capacidade, a inovação e criatividade dos jovens desenhistas de moda, agora formados pelo Senai-RO.”

Segundo ele, todos os parceiros estão sensíveis às demandas do setor. “Por isso, trabalhamos para capacitar cada vez mais profissionais para atuarem nas grandes ou pequenas indústrias.” Depois de levantar as necessidades das empresas, o Senai conta com quatro laboratórios: em Porto Velho, Cacoal e Vilhena e a unidade móvel Gira Senai.

Aos formandos, a presidenta do Sindivest-RO, Helena Riça Mourão, pediu que acreditassem no setor de confecção, que está em alta em Rondônia. “O mercado está ansioso por mão de obra capacitada, qualificada pelo Senai”. Helena destacou ainda a importância do Pronatec. “Estamos de parabéns, pois o Senai-RO é o primeiro nesta arrancada nacional no Pronatec. Parabéns aos novos profissionais, que mostraram neste desfile o quanto estão preparados para novos desafios.”

Com o crescimento das indústrias de confecção em Rondônia, o Senai investe em equipamentos de ponta para a capacitação de profissionais, principalmente porque o vestuário é um segmento novo dentro na organização. O diretor regional da organização, Vivaldo Matos, destacou que o Senai e o Pronatec estão trazendo o jovem para a área do vestuário.

“O desfile de conclusão do curso de Desenhista de Moda foi uma ótima oportunidade de os formandos exporem peças conceituais inspiradas em um painel cujo tema foi escolhido e elaborado pelos próprios alunos”, destacou a técnica de vestuário do Senai Marechal Rondon, Cida Ramiro.



Sistema Fiesc investirá R$ 300 milhões em educação até 2014

A educação do trabalhador em Santa Catarina vai receber investimento de cerca de R$ 300 milhões, por meio do Senai-SC e do Sesi-SC até 2014. O anúncio foi feito pelo presidente do Sistema Fiesc, Glauco José Côrte, nesta segunda (27/02), em Criciúma.

"Estamos convencidos de que, num mundo cada vez mais competitivo, precisamos oferecer instrumentos para que nosso trabalhador possa se qualificar, não apenas para se tornar mais competitivo, mas também para que ele possa ter mais qualidade de vida", disse Côrte.



Aprendizagem em Palmas: Senai-TO abre inscrições para 24 cursos, inclusive gratuitos

Duas unidades do Senai instaladas na capital do Tocantins estão com as inscrições abertas para 24 cursos. As aulas têm início em março, abril e maio deste ano.

Neste pacote de formação profissional três cursos são gratuitos: Instalador Hidráulico, com 16 vagas; Secretária Executiva, com 20; e Operador de Microcomputador, com 16. Nos demais, os valores variam de R$ 130 a R$ 660, podendo ser divididos no cartão de crédito.

Os cursos são na modalidade de aprendizagem e abrangem as áreas de construção civil, tecnologia da informação, gestão, têxtil/vestuário, alimentos e bebidas, automotiva, segurança do trabalho e refrigeração.

Para saber mais ligue: 63 3228-8800 e 63 3215-8891, ou via sac-palmas@fieto.com.br





Qualidade em soldagem: Centro de Exames do Senai do Cabo recebe certificação

O Centro de Exames para Certificação (CEC) do Senai do Cabo, em Pernambuco, foi credenciado pela Fundação Brasileira de Tecnologia de Soldagem (FBTS) a realizar os exames que compõem o processo de qualificação de Inspetores de Soldagem de nível 1. Convênio firmado entre o CEC e a FBTS em novembro de 2011 avalia profissionais a partir de exames teóricos, documentos técnicos, tratamento térmico, consumíveis, dureza e acompanhamento de soldagem e ensaio visual.

O CEC quer ser referência na área de solda (Foto Divulgação)

De acordo com o coordenador do CEC, Max Walther Koehler, agora as empresas contam com profissionais certificados na região. "Viemos de um processo de habilitação para a certificação de profissionais da área e conquistamos nosso lugar. Os profissionais que anteriormente precisavam viajar para outros estados para realizar a avaliação, agora têm a qualidade em certificação do Senai-PE para isso.”

Ainda segundo Koehler, a homologação do centro consolida a tendência do Senai do Cabo em se tornar um centro de referência em soldagem. "Regionalmente, estamos dando um novo passo na formação de mão de obra local e agora eles podem competir de igual para igual com o restante do país.”



Novos empregos: construção civil em alta gera mais postos de trabalho

Se há uma área que não para de crescer no Brasil esta é a da construção civil. E como o crescimento do segmento está diretamente ligado à criação de postos de trabalho, a quantidade de trabalhadores com carteira assinada no setor dobrou nos últimos cinco anos. Eles eram 1,3 milhão em janeiro de 2006 e passaram a ser 2,7 milhões em dezembro de 2011, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Dados do Caged mostram ainda que em 2011 a construção civil foi responsável pela criação de 222.897 empregos com carteira assinada, registrando o maior crescimento relativo entre outros setores, com elevação de 8,78% em relação ao total de dezembro de 2010.

Políticas públicas ajudaram a tornar a construção civil um dos setores que
mais empregam no Brasil (Foto José Paulo Lacerda/Sistema Indústria)

Antônio Carlos Mendes Gomes, diretor-executivo do Sinduscon-Rio, avalia que as obras de infraestrutura e de mobilidade urbana que estão sendo feitas no Rio, em função dos megaeventos esportivos, e o incremento do setor imobiliário por causa do crescimento econômico do País contribuíram para o ‘boom’ do setor.

“A construção civil voltou a se desenvolver em 2005 depois de 20 anos de estagnação. Os eventos esportivos e as garantias legais que o Brasil passou a oferecer são os fatores que transformam o país, principalmente o Estado do Rio, em uma das prioridades de investidores”, afirma.

Gomes cita ainda que as aplicações de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e da caderneta de poupança saltaram de R$ 5,8 bilhões, em 2004, para R$ 83,1 bilhões, em 2010. O que é considerado por ele um outro fator a impulsionar a área.

“Políticas públicas como esta de aumentar o financiamento habitacional resultaram num boom imobiliário. Dessa forma, a construção civil passou a ser um dos setores que mais empregam no Brasil. País que também passou a ser considerado um lugar muito mais seguro para investir”, disse Gomes.

De acordo com Roberto da Cunha, supervisor técnico do Centro de Referência em Construção Civil do Senai-RJ, no Rio serão criados 25 mil novos postos de trabalho somente este ano. “Até o fim de 2012 vamos formar 20 mil pessoas na área da construção civil. E para dar conta da demanda e da necessidade de formar novos profissionais, vamos inaugurar este ano mais duas unidades de ensino. Em abril uma na região do Porto Maravilha, no Centro do Rio, e outra, em junho, em Curicica, Zona Oeste do Rio”, afirma.

O Senai-RJ está oferecendo cursos de qualificação para atuação em diversas funções no processo construtivo, como pedreiro, pintor de obras, orçamentistas, eletricistas de obras, carpinteiro de obras, encanador, desenhista, dentre outros.

“Carpinteiro de forma, pedreiro e técnico em edificações são as profissões com mais carência de profissionais”, avalia. O supervisor técnico do Senai-RJ explica que o técnico em edificações é o auxiliar do engenheiro civil e já começa ganhando R$ 2,2 mil.
“Esse é seu salário base. Dependendo do profissional pode ganhar muito mais. Já o pedreiro e o carpinteiro de fôrma, que é certamente a atividade com maior carência de profissional, ganham em média R$ 1,6 mil”, informa Cunha.

O Senai-RJ oferece também cursos de aperfeiçoamento. “São voltados para aqueles profissionais que já atuam no setor e querem ampliar o seu leque de atuação”, detalha o supervisor técnico do Senai-RJ.

Veja a reportagem completa no site da Anicer



Pesquisa e inovação: Setor de alimentos debate geração de negócios com soluções tecnológicas do Senai

Empresários e profissionais da Câmara da Indústria de Alimentos do Sistema Fiemg participaram de uma visita técnica ao Centro de Tecnologia – Cetec-Senai, conhecendo como a unidade pode auxiliá-los com apoio tecnológico. Eles se reuniram com representantes do Senai e debateram as possibilidades de geração de negócios a partir de pesquisa e inovação.

"A demanda do setor é grande. Podemos agregar valor em diversos produtos alimentícios mineiros", afirmou o presidente da Câmara e diretor-presidente da Vilma Alimentos, Domingos Costa. Ele citou como exemplo as melhorias que podem ser implementadas em produtos como café, leites, queijos e na utilização de farelo de trigo rejeitado na sua moagem.

O diretor regional do Senai de Minas Gerais, Lúcio Sampaio, explicou aos integrantes da Câmara o funcionamento do Cetec-Senai. O Centro Tecnológico atua na área de inovação, um dos pilares do Senai. "Trabalhamos com pesquisa aplicada para oferecer soluções tecnológicas para a indústria", resumiu.

Para a indústria alimentícia, o Cetec-Senai conta com as áreas de biotecnologia e de química. As duas gerências possuem pesquisadores experientes e equipamentos de alta tecnologia para realização de pesquisas com bebidas e alimentos. "Vamos identificar as demandas do setor e apontar interlocutores para dialogar com os profissionais do Centro Tecnológico. Isso trará um diferencial grande para nós", revelou Domingos Costa.
Fonte Gerência de Imprensa da Fiemg





terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Sustentabilidade: Senai-PR é signatário dos Princípios para a Educação em Gestão Responsável, da ONU

O Senai do Paraná saiu na frente e se tornou a primeira unidade do Sistema S a se comprometer oficialmente com os Princípios para o Gerenciamento Responsável da Educação – PRME, propostos pela Organização das Nações Unidas. O cadastramento da organização foi confirmado pelo comitê gestor do PRME na semana passada. Na mesma mensagem, o Senai-PR é convidado a participar da Rio+20, em junho, na capital fluminense, e recepcionar representantes de instituições adeptas ao PRME de todo o mundo.

Mais de 400 instituições de ensino, das quais 31 brasileiras, são signatárias do PRME. Essas organizações são comprometidas com um conjunto de valores aceitos internacionalmente como fundamentais para o alcance da sustentabilidade. Elas buscam formar novos líderes empresariais, mais conscientes dos impactos de suas escolhas em diversos níveis.



O presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo, destaca a importância da adesão do Senai-PR ao programa da ONU. “O cadastramento da entidade significa que a formação alinhada com os princípios do PRME alcança milhares de jovens paranaenses, já que o Senai é a maior entidade de educação profissional do estado, presente em todas as regiões.”

O Senai-PR possui 40 unidades, que deverão contabilizar, ao final do ano, 300 mil matrículas nas diversas modalidades de educação profissional e tecnológica, grande parte delas em cursos destinados a jovens. Além disso, a partir deste ano, a organização oferece também o ensino superior para formação de tecnólogos.

Em 2000, a ONU lançou o Pacto Global, um chamado às empresas para sua responsabilidade com o futuro do planeta. Hoje o Pacto Global conta com a adesão de mais de oito mil empresas no mundo, desde multinacionais até organizações de médio porte. No Brasil são 396 instituições seguidoras.

O PRME foi lançado em 2007, como braço educacional do Pacto Global. As suas signatárias se comprometem com seis princípios. A cada dois anos, elas encaminham à ONU documento demonstrando o progresso de suas ações alinhadas com o PRME.

Segundo o diretor regional do Senai-PR, Marco Secco, para cadastrar-se ao PRME, a organização aplica a metodologia de formação profissional com base em competências, com o conceito de Educação Transformadora. A proposta é preparar profissionais tanto para o trabalho como para o exercício pleno da cidadania, proporcionando ao estudante a capacidade de avaliar, criticar, propor e tomar decisões, baseados em valores como ética, justiça social e qualidade de vida.

Agora, um núcleo formado por especialistas do Senai-PR irá planejar ações para reforçar ainda mais a atuação da organização sintonizada com os princípios do PRME:
  • Propósito - Atuar para desenvolver as capacidades dos estudantes para serem futuros geradores de valor sustentável para negócios e sociedade no geral e para trabalharem a favor de uma economia global sustentável e inclusiva.
  • Valores - Incorporar nas atividades acadêmicas e currículos os valores da responsabilidade social global apresentados em iniciativas internacionais, como o Pacto Global da Organização das Nações Unidas.
  • Método - Criar moldes, materiais, processos e ambientes que possibilitem experiências eficazes de aprendizado para liderança responsável.
  • Pesquisa – A entidade engajará em pesquisas conceituais e empíricas que melhorem a compreensão sobre o papel, a dinâmica e o impacto de empresas na criação de valores de sustentabilidade social, ambiental e econômica.
  • Parceria - Interagir com administradores de empresas para ampliar nosso conhecimento sobre seus desafios na busca de responsabilidades sociais e ambientais e explorar maneiras eficazes de enfrentar estes desafios.
  • Diálogo - Facilitar e apoiar o diálogo e debate entre educadores, empresas, governo, consumidores, organizações da sociedade civil e outros grupos interessados sobre questões críticas relacionadas à responsabilidade e sustentabilidade social global.


Senai presente na vida da gente 3

Conheça como o Senai se fez e continua
presente na vida de Marcelo Matos,
montador da General Motors do Brasil.






Design e acessórios: Fellipe Krein apresenta lançamentos para o inverno 2012

A Couromoda, principal feira de calçados e acessórios do Brasil, realizada em janeiro, destacou as propostas do segmento para o inverno 2012. O evento reuniu 1.100 empresas expositoras, que representam cerca de 3 mil marcas de calçados, tênis, artigos esportivos, artefatos de couro, acessórios de moda, equipamentos para lojas, componentes e tecnologias para calçados.

Durante a visita à feira, especialistas do Portal Senai Design conheceram a marca de bolsas e acessórios Fellipe Krein e levantaram informações sobre a história, lançamentos e estratégias de atuação com o público-alvo da grife. Sobre os negócios, a empresa ficou bastante satisfeita com os resultados da feira, que acompanharam as boas vendas da época de Natal.



A marca surgiu em 2007, buscando trazer para o mercado um produto prático, inovador, bonito e que atendesse às necessidades da mulher. Rapidamente, se tornou conhecida e conquistou consumidores em todo o país. São mais de três mil clientes e 35 representantes em diversas multimarcas.

Seu produto foca na mulher contemporânea, elegante, independente e atenta às tendências da moda. Para atender às diversas vertentes deste público e às diferentes ocasiões, a empresa segmenta sua coleção em três linhas: ultra jovem, casual e gold, elaborando desde as criações para adolescentes até as peças mais maduras e glamorosas.

Todos os produtos são confeccionados em couro sintético (PU), que substitui o couro animal e reduz o custo dos produtos, tornando-os mais acessíveis. A marca, batizada com o nome do filho da proprietária, Ineide Krein, tem como símbolo a salamandra, que acompanha toda a identidade visual. O responsável pelo estilo é Ivo Viana, que se especializou em calçados e acessórios em cursos do Senai do Ipiranga, na capital paulista.

O estilista conta que pensou em um inverno colorido, mais quente e com a cara do Brasil. A cartela de cores traz os tons inspirados nas texturas, cheios e sabores das frutas do bosque e especiarias. As novidades da estação estão na linha jacquard, com o monograma da empresa e na linha para viagem, sugerida principalmente para passeios curtos, de finais de semana. Todos os aviamentos e ferragens são personalizados e os forros em estampas coloridas são exclusivos e desenvolvidos para cada coleção.

O foco na praticidade também fez com que a marca desenvolvesse bolsas com vários compartimentos, divisórias e alças reguláveis. As opções de venda também são impulsionadas pelas ocasiões. As bolsas grandes são as preferidas para o dia-a-dia, enquanto os modelos mini são os mais escolhidos para a noite. Ivo comenta ainda que nos últimos anos, sentiu a necessidade de desenvolver modelos especiais para computadores, ipads e smartphones.

Outra proposta de Ineide Krein é a marca mais jovem, a Julia Arnold. Segundo ela, é direcionada para as mulheres jovens de espírito, sem se prender a faixas etárias, mas sim em perfis de consumo. Em vez da salamandra, o logotipo é o gato, que já faz sucesso entre as consumidoras.

Curso da Cisco: Senai-CE abre inscrições no CCNA Versão 4.0

O Senai da Barra do Ceará, em Fortaleza, está com as inscrições abertas para o curso Cisco Networking Academy Program – CCNA Versão 4.0. Podem participar administradores de rede, profissionais de suporte e estudantes do ensino médio ou superior com conhecimentos de informática e noções de hardware e redes.

Para saber mais ligue 85 3421-5500.

O curso prepara para a prova de certificação Cisco Certified Network Associate (CCNA) e para posições técnicas em suporte e projetista de redes de computadores em empresas privadas e instituições públicas ligadas à internet. As aulas serão realizadas de 12 de março de 2012 a 30 de janeiro de 2013, das 18h30 às 21h45.






Oportunidade de emprego: Senai-RR abre 17 vagas na área administrativa

O Senai de Roraima está selecionando currículos para o preenchimento de 17 vagas, sendo 11 para contratação imediata e 6 para cadastro de reserva na área administrativa.


A seleção será realizada em quatro etapas: análise curricular, avaliação prática, entrevista e apresentação da documentação comprobatória. O resultado final está previsto para ser divulgado em 13 de março.





segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Jovem aprendiz: Senai inscreve para cursos gratuitos em Mato Grosso

Unidades do Senai em seis cidades de Mato Grosso vão ministrar neste semestre cursos gratuitos em diversas áreas. Das 510 vagas abertas neste primeiro semestre, 259 ainda não foram preenchidas para os cursos de Auxiliar Administrativo Industrial, Operador e Mantenedor de Computador, Mecânico de Manutenção Industrial, Eletricista de Manutenção Industrial e Eletricista Instalador Predial.

Podem participar do Programa de Aprendizagem Industrial
jovens de 14 a 24 anos de idade (Foto Senai-MT)

O programa também pode ocorrer nas empresas (in company). Para participar da iniciativa, os candidatos precisam buscar indústrias contratantes de jovens aprendizes, pois são elas que fazem a seleção e encaminham os estudantes ao Senai. Podem ser adolescentes ou jovens entre 14 e 24 anos que estejam matriculados e frequentando a escola, caso não haja concluído o ensino médio.

De acordo com a coordenadora da Unidade de Desenvolvimento em Educação Inicial e Continuada do Senai-MT, Silvânia Maria de Holanda, estabelecimentos de qualquer natureza com mais de sete empregados são obrigados a contratar aprendizes, com exceção de microempresas, empresas de pequeno porte e entidades sem fins lucrativos. "O Programa de Aprendizagem Industrial é de grande importância para formação dos nossos jovens, em seus aspectos físicos e sociais, bem como uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho. Para muitos jovens, a aprendizagem serve como porta de entrada para seu primeiro emprego".

As empresas interessadas devem solicitar a abertura da turma ao Senai, via www.senaimt.com.br/aprendizagemindustrial. Após o projeto ser aprovado, a empresa seleciona e indica os jovens para inscrição nos cursos de aprendizagem, contrata e remunera o jovem aprendiz de acordo com os termos legais, garantindo todos os direitos trabalhistas e previdenciários.

Os cursos privilegiam a integração da teoria com a prática profissional. Dentro da empresa, os jovens devem ser acompanhados por um monitor responsável pela coordenação de exercícios práticos e das atividades. Para saber mais sobre os cursos do Senai-MT acesse www.senaimt.com.br





Educação integral: Senai e Sesi-AM vão apresentar programa para as áreas da construção e metalmecânica

O Senai do Amazonas e o Sesi-AM promoverão amanhã e na quinta (28 e 29/2), em Manaus, workshop de apresentação do programa Ebep: educação básica articulada com a educação profissional, para empresas dos setores da construção civil e metalmecânico.

Aberto às empresas do Polo Industrial da capital amazonense, o evento será realizado nesta terça, a partir das 18h30, no Senai do Distrito Industrial. Na quarta, o workshop ocorrerá no Senai de Cachoeirinha, das 18h30 às 20h30.

Novo curso do Ebep vai formar mecânicos de automóveis em Manaus (Foto Miguel Ângelo/Sistema Indústria)

Os cursos do Ebep têm duração de 19 meses. A metade do curso é desenvolvida em tempo integral na escola, onde o aluno recebe o ensino fundamental do Sesi pela manhã, e o aprendizado profissionalizante à tarde, no Senai. Mais 800 horas são realizadas dentro das empresas que recebem os alunos do como estagiários, seguindo o regime firmado na Lei 10.097/00, referente ao contrato de menor aprendiz.

A proposta dos gestores do Ebep no Amazonas para 2012 é aumentar o atendimento aos estudantes de baixa rende, cumprindo o protocolo de compromisso firmado em 2008, entre Ministério da Educação, Ministério da Fazenda e o Sistema Indústria.

A meta para este ano é matricular mais 248 alunos, com a abertura de novos cursos no segmento de metalmecânica, inclusive os de almoxarife, mecânica de motocicleta, operador e programador de máquinas a CNC (Comando Numérico Computadorizado) e mecânico de motores automotivos.




Capital e trabalho vão a Sarney em mobilização pela eliminação de incentivos do ICMS às importações

Dirigentes de entidades da classe empresarial e trabalhista se reúnem, juntos, nesta terça (28/2), às 10h30, com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), em seu gabinete, para solicitar rapidez na tramitação da Resolução 72/2010 do Senado, que elimina os incentivos do ICMS às importações.

A audiência dá início a movimento de mobilização do capital e do trabalho pelo fim do incentivo. Participarão da reunião, entre outros dirigentes, os presidentes da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, do Instituto Aço Brasil, que reúne a indústria siderúrgica, Marco Polo Lopes, da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), e um dirigente da CUT.

O movimento, que chama de Guerra dos Portos os incentivos do ICMS às importações, une 16 entidades patronais e seis trabalhistas.

O empresariado estima que os incentivos do ICMS a produtos importados, concedidos por dez governos estaduais, cortou a abertura de 771 mil empregos diretos e indiretos desde 2010 e o PIB deixou de gerar R$ 18,9 bilhões naquele ano.

Nota técnica da CNI exemplifica que, com a redução do ICMS, um produto importado que tenha custado R$ 1 mil é vendido pelo varejo a R$ 1.487,70, contra o preço final de R$ 1.540,68 do produto nacional.

A Resolução 72/2010, de autoria do senador Romero Jucá (PMDB-RR), enfrenta manobras regimentais para não ser votada.





Frase de Hoje

"Quem só acredita no visível tem
um mundo muito pequeno." 
Caio Fernando Abreu – jornalista e escritor





Tecnologia na escola: Alunos da faculdade do Senai em Cuiabá vão usar tablets

A partir de abril próximo, o Senai de Mato Grosso vai lançar mão do tablet para aprimorar o ensino em sala de aula. Para o diretor regional da organização, Gilberto Figueiredo, a utilização dos tablets é uma quebra de paradigmas. “Na educação sempre é necessário revolucionar".

Um dos diferencias do tablet do Senai-MT será a biblioteca
com cerca de 1.800 livros eletrônicos (Foto Divulgação)

Segundo ele, inicialmente a prancheta eletrônica será utilizada por alunos e professores de três curso da Faculdade de Tecnologia (Fatec) Senai-Cuiabá: Agroindústria, Laticínios e Processamento de Carnes. Gerentes, coordenadores pedagógicos e de área também receberão treinamento e o equipamento. O tablet será de uso individual, na escola e em casa.

Figueiredo destaca ainda que o tablet praticamente vai substituir as apostilas impressas porque conterá todo o material didático do curso, e terá ferramentas do Google Apps for Education. Esse serviço permite o compartilhamento simplificado de dados via internet, controle de informações para acesso ao público interno ou externo, pacote com email, agenda, comunicador instantâneo, documentos, ferramentas de pesquisa e blogs que podem ser usados de forma individual ou coletiva. Outro diferencial será a biblioteca virtual com aproximadamente 1.800 livros eletrônicos.





Design por computador: Senai-MS leva novas tecnologias a pólo de vestuário do estado

A unidade móvel de vestuário do Senai de Mato Grosso do Sul está percorrendo as pequenas indústrias do Arranjo Produtivo Local (APL) Nova Costura, com tecnologia CAD (Design Assistido por Computador).

Estão sendo atendidas oito cidades da região sul do estado, com diversos serviços realizados com tecnologia de ponta para atender demandas das indústrias. “Serão feitas correções de modelagens, digitalização e graduação de moldes, encaixe computadorizado do risco para corte e plotagem do risco”, detalhou a supervisora técnica do vestuário do Senai de Dourados, Tatiane Forti.

A unidade também prestará consultorias e capacitações para utilização do software, modelagem com o sistema CAD, oficina de design e capacitação em implantação de programa de qualidade e produtividade (Foto Divulgação)

Para Marlene Izzo, proprietária da Izzo Jeans, em Novo Horizonte do Sul, a unidade móvel do vestuário é essencial. “O trabalho da minha indústria é desenvolver coleções para outras empresas. Por isso, fazemos cortes novos toda semana. A unidade móvel vai nos ajudar a melhorar muito o rendimento com o apoio dessa tecnologia”, disse.

A presidente do Sindicato das Indústrias do APL Nova Costura e proprietária da indústria Frisson, de Anaurilândia, Josefa Aparecida de Araújo Paris, a nova tecnologia implica em redução de custos. “Poderemos adiantar o trabalho diário durante alguns dias. Além disso, os funcionários que trabalham com os moldes e recortes poderão intensificar outras etapas do processo”, disse.

O Senai também vai treinar e implantar a tecnologia com acompanhamento na execução do projeto para empresas que ainda fazem manualmente seus moldes, encaixes, riscos e cortes. Também serão oferecidos os cursos de capacitação técnica e gerencial da equipe executora do projeto, dos empreendedores e de qualificação em informática.

O processo de transferência de tecnologia abrangerá consultorias e capacitações para utilização do software, modelagem com o sistema CAD, oficina de design e capacitação em implantação de programa de qualidade e produtividade. Cada curso terá 12 vagas.

A unidade móvel é produto do convênio de cooperação técnica e financeira entre o Sistema Fiems, Sebrae-MS e Finep.




sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Do Twitter

> @SenaiSAPlatina – Qualifique-se para o mercado de trabalho com a pós-graduação em Automação Industrial! ow.ly/9gTBP





Banco de profissionais formados pelo Senai-AL contabiliza cerca de 1.500 currículos

O Senai de Alagoas oferece às empresas um banco de dados on-line de profissionais formados por todos os alunos que estão sendo formados pela organização em três modalidades: habilitação técnica, aprendizagem e qualificação, em 15 áreas industriais. São 53 cursos, em 33 ocupações.

"É uma ferramenta útil tanto para os egressos dos nossos cursos, que têm mais oportunidades de serem absorvidos pelo mercado, quanto para as empresas, que podem acessar uma lista de profissionais preparados com a marca Senai", destaca o presidente do Sistema Fiea e do Conselho Regional do Senai, José Carlos Lyra.

Os currículos ficam disponíveis no período de dois anos. Já existem 104 empresas e 1.494 egressos cadastrados no sistema. Para a empresa se cadastrar, é necessário somente um CNPJ válido.


Os profissionais formados pelo Senai em todo o país contam com o Programa de Acompanhamento de Egressos. Os resultados são usados para avalias e garantir a adequação dos programas de educação profissional às expectativas profissionais e sociais de cada um.

O acompanhamento, entre outras coisas, garante que o aluno conclua o curso em sintonia com os avanços tecnológicos e com as novas formas de gestão do trabalho. Por isso, por meio do acompanhamento, o Senai sistematizou a avaliação dos seus cursos, o que proporciona um panorama real da situação do egresso no mundo do trabalho.



Senai-MS e Petrobras inscrevem até dia 28 para cursos gratuitos do Prominp

Os interessados em cursos gratuitos promovidos pelo Senai de Mato Grosso do Sul por meio do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Promimp) tem até a próxima terça (28/2) para se inscreverem. São 860 vagas nos cursos de armador, carpinteiro, eletricista, encanador, pedreiro e pintor.

Segundo o presidente do Sistema Fiems, Sergio Longen, os profissionais formados pelo Senai serão utilizados pela empreiteira responsável pela construção da unidade de fertilizantes nitrogenados da Petrobras (UFN III), no município de Três Lagoas.

Maquete da unidade que a Petrobras vai construir em Três Lagoas
 (Foto Guilherme Baroli)

Os cursos serão ministrados em Três Lagoas, Selvíria, Brasilândia, Bataguassu e Água Clara. A prova de proficiência para atestar o grau de conhecimento da língua portuguesa será realizada na próxima semana (25/2) nas cidades onde os cursos serão oferecidos. Os alunos receberão bolsas de estudo, com valor ainda não definido.

A gerente de capacitação profissional da Petrobras, Adília Assis, considera a qualificação um desafio porque abrange Três Lagoas e outros quatro municípios da região. “O Senai-MS foi escolhido pelo Promimp porque tem expertise técnica.”

A companhia já possui duas UNFs localizadas em Sergipe e na Bahia. A UFN III entrará em operação comercial no segundo semestre de 2014 com capacidade de produção de 1,2 milhão de toneladas de ureia e 761 mil toneladas de amônia por ano, sendo que, desta última, 680 mil toneladas serão utilizadas no processo produtivo da ureia e 81 mil toneladas serão comercializadas.

Segundo informações da companhia, a fábrica em Três Lagoas pretende ser a maior unidade de fertilizantes nitrogenados da América Latina e dobrará a produção nacional de ureia. Com a iniciativa, a Petrobras diz que irá contribuir para redução das importações desse insumo essencial à produção agrícola. Atualmente, o Brasil importa 67% da ureia que consome.



Senai-RS abre mais de 2,5 vagas em cursos gratuitos do Pronatec

Alunos matriculados no 2º e 3º ano do ensino médio das escolas da rede pública do Rio Grande do Sul terão a partir de 12 de março a chance de se inscreverem a vagas em diversos cursos gratuitos que serão ministrados pelo Senai. Serão oferecidas mais de 2,5 mil vagas graças ao Pronatec.

As vagas abertas pelo Senai-RS – uma das organizações executoras do programa – estão nas cidades de Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Estância Velha, Esteio, Gravataí, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Rosa e São Leopoldo.  

Os cursos técnicos são de Design de Móveis e de Calçados, Mecânica, Eletrônica, Eletroeletrônica, Mecatrônica, Curtimento, Sistemas a Gás, Informática, Calçados, Refrigeração e Climatização, Manutenção Automotiva, Redes de Computadores, Edificações e Logística.

O programa abre novas perspectivas à capacitação profissional técnica de nível médio e de formação inicial e continuada de trabalhadores. A meta é ampliar a competitividade das indústrias, o desenvolvimento do país e qualidade de vida para o trabalhador com a geração de emprego e renda. Para saber mais ligue 51 3347-8800 ou pelo senai@senairs.org.br



quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Senai - Presente na Vida da Gente 2


Veja como o Senai faz a diferença na vida de Sebastião Barbosa Muniz, mecânico líder da GE Celma e também na história da empresa ao longo de 40 anos.






Frase de Hoje

"Para ver muita coisa é preciso
  despregar os olhos de si mesmo"
Friedrich Nietzsche (1844-1900) – Pensador nascido na Alemanha.



Senai-AL capacita profissionais para construções do setor agroalimentar

O Senai de Alagoas promoveu o curso Concepção e Construção de Edificações Industriais para a Indústria Agroalimentar. No programa regulamentos ditados pelos órgãos e autarquias fiscalizadores, mostrando como atender a essas exigências para a construção de laticínios.

"Além da abordagem sobre a legislação vigente no estado, o curso enfatizou a prática. Os participantes puderam dimensionar um empreendimento de laticínio e participaram da apresentação da planta de uma fábrica-escola que será construída em Alagoas", explica Ângela Matilde, instrutora da área de alimentos do Senai-AL.

O curso integra as ações de interesse do setor de leite e derivados de Alagoas, contidas no Projeto de Fortalecimento da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do estado, desenvolvido, em convênio, pelo Senai e o Sebrae.

O projeto também envolve a implantação dos sistemas Boas Práticas de Fabricação (BPF) e Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) em laticínios, a ampliação da Incubadora de Laticínios de Alagoas (Incla), a realização do Seminário para Produtores de Leite e Derivados (Proleite), Concursos de Lácteos e a promoção de cursos na área de laticínios.



Sesi-TO oferece gratuitamente material didático sobre saúde e segurança no trabalho

Com foco em promover um ambiente de trabalho mais seguro e saudável, o Sesi do Tocantins oferece às industriais do estado diversos materiais educativos gratuitos. Para ter acesso as empresas devem fazer o cadastro no www.sesi.org.br/vitrinevirtual.

Os materiais são compostos por histórias reais de trabalhadores da indústria, um guia prático para estimular e orientar ações que devem ser adotadas em prol da segurança e saúde no local de trabalho, vídeos que demonstram como identificar perigos existentes no processo produtivo e pequenas mudanças na rotina do trabalho que podem salvar vidas, reduzir custos e aumentar a produtividade.

Conforme dados dos Ministérios da Previdência Social e do Trabalho e Emprego, em 2008 foram registrados no país mais de 740 mil acidentes e casos de doenças do trabalho. Desse total, 40% ocorreram nas indústrias. Além disto, em 2009, o Tocantins esteve em 12ª lugar em maiores ocorrências de acidentes de trabalho, para cada 1.000 trabalhadores empregados na indústria, 32 sofreram acidentes.



Senai e parceiros vão instalar polo de joias em Roraima

Organizações não-governamentais de Roraima estão trabalhando em parceria para instalar um polo de gemas e joias no estado, com material de qualidade e garantia para o mercado nacional e internacional. De acordo com o presidente do Sindicato da Indústria Extrativista Mineral e dos Garimpeiros do estado, Crisnel Ramalho, “essa ação também vai gerar emprego e renda, e já demos o primeiro passo nessa direção com a parceria do Senai-RR”.

O Senai montou um laboratório para trabalhar com lapidação de pedras e gemas para fabricação de joias com a marca “Roraima”. Também serão atendidos profissionais do setor e pessoas da comunidade em cursos de qualificados.

O Sindigar criou a Cooperativa de Mineradora Mista (Comger), com o objetivo de dar suporte à classe de trabalhadores na atividade de extração mineral, especialmente da região Norte do Brasil, e poder trabalhar com a comercialização, importação e exportação do Brasil ao exterior.

Além disso, o Sindgar e a Federação das Indústrias do estado fundaram o Sindicato da Indústria de Joalheria, Ourivesaria e Relojoaria do estado (Sindijoias), que conta com mais de 60 empresas cadastradas.

Outra conquista do Sindigar é o Telecentro Mineral de Inclusão Digital, que tem como parceiro os Ministérios de Minas e Energia e da Indústria e do Comércio de Exportação. O telecentro é mantido pelo Senai-RR, que já qualificou para o mercado de trabalho mais de 400 pessoas, por meio de cursos em diversas áreas.

Ainda na conta do Sindigar a fundação do Sindicato da Indústria Extrativista Mineral e dos Mineradores do Estado de Rondônia, inclusive com uma filial da Comger, cujo objetivo é assistir as ações dos mineradores daquele estado. Saiba mais: 95 9125-0750 ou 4009-1875.
Foto José Paulo Lacerda/Sistema Indústria





sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Senai-MT lança Matriculômetro para monitorar e comemorar metas atingidas

Até o final de 2012, a meta do Senai de Mato Grosso é qualificar 82.308 pessoas no estado. São quase dez mil a mais que a quantidade de cidadãos capacitados em 2011, quando a organização contabilizou 74.291 matrículas.

O histórico de evolução do Senai-MT tem demonstrado a expansão da organização nos últimos anos, com registros de crescimento superação de metas a cada exercício. Para se ter ideia, este ano haverá um aumento de 50% no número de pessoas qualificadas, se considerarmos o resultado de 2010, quando foram 55.885 matrículas.

"Tudo isso é resultado de um trabalho estratégico de gestão, que tem se aperfeiçoado a todo tempo com base no Sistema de Avaliação por Resultado, do Senai Nacional, e na Regra de Desempenho Pantaneira”, explica o diretor regional do Senai-MT, Gilberto Figueiredo, destacando que “o monitoramento de metas faz parte do nosso cotidiano, mas agora ganha um incremento motivacional com a adoção do nosso Matriculômetro”.

Figueiredo lembrar como exemplo o momento em que painel de LED marcou 10 mil matrículas. “Espontaneamente, todos os empregados do Departamento Regional reuniram-se para celebrar o resultado.”


Figueiredo (à direita): o Matriculômetro também influencia positivamente o lado emocional dos colaboradores do Senai-MT (Foto Divulgação)

Com 3,5 m largura e 70 cm de altura, o Matriculômetro é uma ferramenta de endormarketing, criada pelo Senai-MT para contabilizar as matrículas realizadas nos cursos das modalidades iniciação, qualificação, aprendizagem industrial, aperfeiçoamento, cursos técnicos e superior. Outra informação disponível são os dados de produção aluno/hora, que demonstram o aproveitamento por aluno da carga horária ofertada em cada curso. Os números são atualizados automaticamente, com base nos dados diários gerados nas unidades de ensino no estado.

No entanto, o conceito do equipamento propõe muito mais que um simples registro de números. "É um instrumento motivacional, que busca estimular e valorizar o trabalho em equipe, além de ser fonte de informação e agregar à comunicação organizacional. A cada alteração no display, sabemos que o número representa o esforço e o compromisso das pessoas que trabalham nesta instituição para formar profissionais em Mato Grosso", ressalta o diretor regional.

O Matriculômetro surge também em um contexto único na história do Senai. No país, a organização comemora 70 anos de existência, registra a implantação do Sistema de Avaliação por Resultado e o lançamento do Programa Senai de Apoio à Competitividade da Indústria. O Sistema de Avaliação é um programa de eficiência de gestão, lançado em 2010, para monitorar a performance e o desempenho do Senai em busca da estruturação da gestão sistêmica e da ampliação da eficiência operacional.

Já o programa em prol do aumento da competitividade industrial abrange as ações de planejamento e modernização do Senai para atender à crescente demanda por profissionais qualificadas no país, considerando desafios propostos como o Pronatec, a adoção da Rede Senai de Inovação e Tecnologia e o Programa Nacional para o Atendimento ao Setor da Construção, além da padronização arquitetônica e de laboratórios, ampliação da oferta de educação a distância, estabelecimento de parcerias com o governo federal (financiamento do BNDES e programa Ciência sem Fronteiras) e a vinda da Copa do Mundo de 2014, entre outros objetivos.

"Alinhado aos desafios deste momento e dos futuros, o Senai-MT tem buscado se preparar para corresponder às expectativas da indústria mato-grossense, que cresce em média 10% ao ano, e com isso necessita cada vez mais de profissionais preparados para o mercado. Há mais de 20 anos, realizamos o planejamento estratégico, e graças à valorosa equipe do Senai-MT, cada final de exercício é motivo de comemoração. Não só cumprimos as metas, como as superamos todos os anos. E o Matriculômetro será um marco para estimular e reconhecer nossos profissionais, além de demonstrar a transparência de nossa atuação", avalia Gilberto Figueiredo.