quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Tecnologia médica: Senai-SP e GE capacitarão profissionais para manutenção de equipamentos biomédicos

O Senai de São Paulo e a GE Healthcare assinam nesta quinta (12/1), às 9h40, na sede do Sistema Fiesp, convênio de cooperação técnica para estimular a capacitação profissional em manutenção de equipamentos biomédicos. A GE atualizará tecnologicamente do Núcleo Odonto-Médico-Hospitalares do Senai da Vila Leopoldina, na capital. O aporte significará a instalação de 56 equipamentos hospitalares como ultrassons, monitores de sinais vitais e vários aparelhos voltados ao suporte à vida usados em UTIs, representando cerca de R$ 4 milhões.

O acordo também prevê a capacitação técnica de docentes do Senai-SP e o desenvolvimento de programas de qualificação profissional sob medida para atender a GE. O Senai-SP oferece o único curso técnico em Manutenção de Equipamentos Biomédicos do Brasil. Segundo o diretor-geral da GE Healthcare para a América Latina, Rogério Patrus, o convênio permitirá à empresa o desenvolvimento do programa Genext, específico para a contratação e formação de profissionais. O projeto traz benefícios para a GE, que formará seus técnicos localmente, e permitirá também que o Senai-SP utilize estes equipamentos para a capacitação profissional.

A GE Healthcare fornece tecnologias médicas e serviços. A empresa tem expertise em imagem diagnóstica e tecnologia da informação, sistemas de monitoração do paciente, descoberta de drogas, tecnologias de fabricação de biofármacos, melhorias e soluções de performance. Em 2008, a companhia anunciou a construção da primeira fábrica na América Latina em Contagem, Minas Gerais, com previsão para produzir inicialmente equipamentos para raio X e mamografia. A instalação começou a operar em julho de 2010.

O Senai-SP capacita profissionais para o segmento de manutenção de equipamentos biomédicos desde junho de 2006, quando foi inaugurado o Núcleo Odonto-Médico-Hospitalares. A área, de 1,2 mil metros quadrados, foi projetada com seis laboratórios, oficina de prática profissional e auditório e recebeu o apoio da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo) e do Sindicato das indústrias de Artigos e Equipamentos Odontológicos, Médicos e Hospitalares do estado (Sinaemo).

Com o Núcleo, o Senai da Vila Leopoldina proporciona às indústrias e à comunidade oportunidades de formação técnica e inicial continuada. Projetos da unidades são desenvolvidos em parceria com indústrias, entidades de classe e órgãos regulamentadores, como a Anvisa. O resultado desse trabalho foi a criação de 18 turmas no curso técnico, com 543 alunos certificados, capacitação profissional de 982 alunos em cursos de formação inicial continuada e atendimento a 48 empresas para a implantação da RDC59 - Boas Práticas de Fabricação, por meio do Programa Sebraetec de Consultoria Tecnológica. Segundo pesquisa realizada pelo Senai-SP, o índice de empregabilidade dos estudantes formados é de 86%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário