terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Inovação na indústria: Senai-AM dá início a projeto de apoio a pequenas e microempresas

Sensibilizar neste ano 300 empresas, capacitar 120 empresas e oferecer diagnóstico e consultorias em elaboração de planos de inovação. Essas metas da Mobilização para Elevação do Grau de Inovação, cujo foco são as micros e pequenas indústrias, foram anunciadas pelo coordenador do projeto, José Nabir de Oliveira, durante o lançamento da proposta, na sede do Senai do Amazonas, em Manaus. Segundo ele, a expectativa é implementar projetos de inovação em 60 empresas até 2013.

A abertura da apresentação contou com palestra voltada para os setores da construção civil, moveleiro e naval. O presidente em exercício do Sistema Fieam, Américo Esteves, disse que o evento representa oportunidade para industriais começarem processo de mudança em 2012, visando à inovação. De acordo com Esteves, a inovação vai possibilitar o desenvolvimento das empresas, o acesso a novos mercados e o aumento das margens de lucro.

“Inovar pressupõe geração de resultados. A ideia de inovação é fazer o novo, algo inédito no contexto”. A afirmação é do especialista em gestão da inovação, pela Universidade de Santiago da Compostela, da Espanha, o palestrante Augusto César Rocha. Ainda de acordo com o consultor, 90% dos produtos consumidos há 10 anos não existem hoje, e que não é preciso realizar pesquisa de mercado para lançar novos produtos, ressaltando que a inovação está em toda parte. “É uma questão de percepção."

Para Rocha, medidas simples podem ser consideradas inovadoras, citando como exemplo as antigas padarias que, para se manterem no mercado, tiveram que diversificar a produção oferecendo ao consumidor vários produtos. Segundo Rocha, um produto comercializado em outro país pode ser adaptado para ser utilizado em um mercado desconhecido. Ele disse ainda que o empresário não é resistente às mudanças e que as entidades de pesquisa e os empreendedores devem interagir, reduzindo as distâncias para que os projetos de inovação sejam implementados.

Para o consultor, inovação e tecnologia estão associadas, destacando a importância dos conhecimentos científicos e os práticos e os meios (capital) para a viabilização de projetos de inovação. A palestra realizada faz parte do projeto de Mobilização para indústrias do Amazonas, que é desenvolvido pelo Sistema Fieam e pelo Sebrae-AM, com o apoio da CNI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário