quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Fashion Rio 2: Sou Rio essa bossa é nossa é o tema do evento

Com atrações divididas entre o Píer Mauá, no centro da capital fluminense, e a Casa Firjan da Indústria Criativa, em Botafogo, na zona sul da cidade, o 20º Fashion Rio terá desfiles durante esta semana, até sábado (14/1). Clique aqui para assistir o Fashion Rio ao vivo, que tem como tema Sou Rio essa bossa é nossa. O conceito destaca a importância do estado para o desenvolvimento de produtos inovadores que contribuem para o processo de formação e construção da identidade brasileira.
 
A 19ª edição do Rio-à-Porter, salão de negócios de moda e design oficial do Fashion Rio, reúne os principais compradores e distribuidores do segmento do Brasil e do exterior. Na tarde desta terça (10/1), foi lançamento do livro 10 anos de Moda Rio de Janeiro, que registra os projetos e iniciativas que contribuíram para o fortalecimento do setor de moda no estado. A publicação conta como o Sistema Firjan atuou no setor ao longo destes dez anos, apresentando dez de suas ações, dez marcas que fizeram história e dez apostas cariocas que contribuem para tornar o Rio de Janeiro referência de estilo de vida.

Na publicação é possível conhecer detalhes de ações como a atuação no Fashion Rio e no Rio-à-Porter, Fevest – Feira Brasileira de Moda Íntima, Praia, Fitness e Matériaprima, Alto Verão Carioca, Caderno Perfil, Giro Senai Design, Despertar para a Moda, missões internacionais e Guia Rio Capital da Moda. O ponto de partida foi o Fórum da Moda, que possibilitou a criação e realização do Fashion Rio e sua feira, gerando uma plataforma de negócios capaz de desenvolver e apoiar a indústria de moda local.

No segundo bloco, dez empresários que criaram marcas responsáveis pelo conceito tão admirado hoje do estilo carioca e que colaboraram com a formação do Fórum da Moda contam suas trajetórias. O leitor poderá conhecer a história de marcas como Blue Man, Cantão, Gilson Martins, Lenny, Maria Bonita, Osklen, Redley, Richards, Salinas e Totem. Alguns estilistas fazem verdadeiras declarações de amor ao Rio, como Jaqueline Di Biase, da Salinas. “Acredito que a gente tem um olhar, que a gente vai alimentando a vida inteira, sem nem se dar conta disso. Você vive numa cidade e ela te alimenta de referências. Ainda mais quando ela é linda de morrer – e você, sem saber como nem por quê, expressa alguma coisa dessa beleza”.

No último bloco o livro faz menção às 1dez novas marcas cariocas que tiveram como plataforma de lançamento, em sua maioria, o Fashion Rio e seu salão de negócios. Aqui estão Alessa, Andrea Marques, Ausländer, British Colony, Espaço Fashion, Farm, Isabela Capeto, Maria Bonita Extra, Oestudio e Reserva.

“A cada vez que morei fora, pude enxergar melhor o Brasil e me sentir mais preparada para fortalecer minha ideia criativa da brasilidade, que é o aspecto mais importante do meu produto”, conta Alessandra Migani, da Alessa. Por fim, um capítulo relembra a importância da Babilônia Feira Hype, que teve e tem um papel importante no cenário carioca da moda e do design do Rio, servindo de incubadora de novos talentos.

“A Babilônia é um grande liquidificador antropofágico, onde a gente misturou arte, estilo, compras, diversão, inovação, tudo isso selecionado a partir de um controle de qualidade e de uma curadoria cuidadosa, num ambiente despojado e acolhedor”, conta Robert Guimarães, um dos fundadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário