segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Emprego garantido: Profissionais formados pelo Senai-CE são muito bem avaliados pelas empresas

O Senai é a principal instituição formadora de profissionais para a indústria brasileira. No Ceará, a taxa de ocupação de egressos de escolas do Senai no mercado de trabalho atingiu 86,9% na habilitação profissional técnica de nível médio e 63% entre os aprendizes. Isso significa que grande parte dos formados pelas sete centros de educação do Senai-CE tem emprego garantido. Hoje, as 14.537 indústrias no Ceará geram 337.171 empregos (dados de junho passado).

Outro índice positivo está no alto nível de satisfação das empresas com os egressos dos cursos do Senai. Entre conceitos de zero a dez, as empresas deram nota 8,3 para os formados em cursos de aprendizagem e 8,7 para os ex-alunos dos cursos técnico. Os dados são da última pesquisa realizada pelo Senai-CE, com 756 concluintes, 385 egressos, 65 supervisores de cursos de aprendizagem e 236 concluintes, 145 egressos e 46 supervisores na habilitação técnica de nível médio.

Com relação à nota média de satisfação dos egressos dos cursos, percebe-se que imagem da organização entre os ex-alunos permanece positiva, mesmo aproximadamente um ano após a finalização do curso. Considerando a notação de zero a dez, nos cursos de aprendizagem, a média atingiu 9,2 e, nos técnicos, 8,5. O levantamento é possível graças ao Sistema de Acompanhamento de Egressos (Sapes), criado pelo Senai em virtude das rápidas mudanças que ocorrem no mercado de trabalho. Tudo para mapear as contínuas transformações no perfil das competências requeridas do trabalhador, o que quase sempre demanda adequação da estrutura curricular dos cursos.

No âmbito nacional, um total de 76,6% dos formados nos cursos técnicos do Senai em 2009 estava trabalhando em 2010. Desses, 80,1% tinham carteira assinada. Com renda mensal média de 2,47 salários mínimos, que equivaliam a R$ 1.259 em 2010, os técnicos também foram muito bem avaliados por seus supervisores nas empresas. Em uma escala de zero a dez, receberam nota 8,4 no quesito competências básicas e 8,3 em competências específicas e de gestão. As informações são da pesquisa anual do Programa de Acompanhamento de Egressos, elaborada pelo Senai Nacional.


O estudo mostra que 94,5% das empresas preferem contratar técnicos formados pela organização. Os cursos técnicos são frequentados por estudantes matriculados ou egressos do ensino médio. De acordo com a pesquisa, os cursos de aprendizagem e de qualificação do Senai também são referência para o mercado de trabalho. Na hora de contratar, 96,9% das empresas preferem os profissionais com cursos de qualificação do Senai, e 96% dos empresários elegem os formados em cursos de aprendizagem da organização. Os cursos de qualificação preparam pessoas para exercer uma profissão, independentemente da idade, e os de aprendizagem são voltados para jovens de 14 a 24 anos.

Foto Divulgação 

Nenhum comentário:

Postar um comentário