segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Educação na prática: Projeto de alunos do Senai-SC desperta atenção de prefeitura

O desafio dado pelo docente Carlos Hopfer Júnior para um grupo de alunos do curso de aprendizagem em programação de computadores do Senai de Balneário Camboriú poderia ter sido apenas mais um trabalho de aula. Mas o sistema Controle de Almoxarifado, construído pelos estudantes Flávio Henrique Bertoldi da Silva, Vinícius Macedo Câmara e André Marcos Morais, se tornou um grande negócio e chegou a ser apresentado à Prefeitura de Navegantes, também de Santa Catarina, onde sua aplicação está sendo analisada. O software está liberado na internet e pode ser usado por qualquer empresa.

"Quando começamos a criar o sistema, esperávamos um bom resultado, mas ele foi muito além e nos abriu muitas portas", explica Flávio, de 16 anos. Para ele, ainda que as negociações com a Prefeitura de Navegantes não se concretizem, a experiência e o aprendizado acumulados com todo o processo contribuem decisivamente para o desenvolvimento profissional. O aprendizado a que ele se refere é muito mais que o conhecimento técnico para programação de computadores, previsto na grade curricular do curso.

"Além de construir o sistema, os alunos aprenderam como fazer uma pesquisa de mercado, como planejar uma boa apresentação para clientes e toda a parte de organização de empresas", explica Hopfer Júnior. Na avaliação do docente, os estudantes demonstram amadurecimento profissional e estão sendo observados pelas empresas. "Suas chances de inclusão no mercado de trabalho, que é o objetivo inicial do curso, aumentam bastante."

O sistema de controle de estoques foi escolhido como o melhor projeto de estudantes do programa Senai Casa Aberta das unidades de Itajaí e Balneário Camboriú. Mas antes mesmo do resultado ter sido anunciado, o trabalho chamou a atenção de Sandra Demétrio Santiago, na época secretária municipal de Desenvolvimento Econômico de Navegantes e hoje no comando da área de água e saneamento do município. "Me chamou a atenção também a qualidade da apresentação e a segurança dos alunos na demonstração do trabalho". Sandra vislumbra a possibilidade de utilização do sistema no controle de estoques de material de expediente da prefeitura e da merenda escolar das escolas da rede municipal.

Os três estudantes são oriundos de escolas públicas. Ambos com 16 anos, Flávio, de Camboriú, e  Vinícius, de Balneário Camboriú, ainda estão no ensino médio, enquanto André, de 18 anos e de Balneário Camboriú, já concluiu esta etapa escolar. O modelo de educação por competência, adotado pelo Senai e que levou ao projeto, potencializa a inclusão dos estudantes no mercado de trabalho. O sistema está disponível no www.controlealmoxarifado.com.br. O uso é gratuito e os códigos fontes também estão disponíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário