terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Inovação na indústria: Senai-AM dá início a projeto de apoio a pequenas e microempresas

Sensibilizar neste ano 300 empresas, capacitar 120 empresas e oferecer diagnóstico e consultorias em elaboração de planos de inovação. Essas metas da Mobilização para Elevação do Grau de Inovação, cujo foco são as micros e pequenas indústrias, foram anunciadas pelo coordenador do projeto, José Nabir de Oliveira, durante o lançamento da proposta, na sede do Senai do Amazonas, em Manaus. Segundo ele, a expectativa é implementar projetos de inovação em 60 empresas até 2013.

A abertura da apresentação contou com palestra voltada para os setores da construção civil, moveleiro e naval. O presidente em exercício do Sistema Fieam, Américo Esteves, disse que o evento representa oportunidade para industriais começarem processo de mudança em 2012, visando à inovação. De acordo com Esteves, a inovação vai possibilitar o desenvolvimento das empresas, o acesso a novos mercados e o aumento das margens de lucro.

“Inovar pressupõe geração de resultados. A ideia de inovação é fazer o novo, algo inédito no contexto”. A afirmação é do especialista em gestão da inovação, pela Universidade de Santiago da Compostela, da Espanha, o palestrante Augusto César Rocha. Ainda de acordo com o consultor, 90% dos produtos consumidos há 10 anos não existem hoje, e que não é preciso realizar pesquisa de mercado para lançar novos produtos, ressaltando que a inovação está em toda parte. “É uma questão de percepção."

Para Rocha, medidas simples podem ser consideradas inovadoras, citando como exemplo as antigas padarias que, para se manterem no mercado, tiveram que diversificar a produção oferecendo ao consumidor vários produtos. Segundo Rocha, um produto comercializado em outro país pode ser adaptado para ser utilizado em um mercado desconhecido. Ele disse ainda que o empresário não é resistente às mudanças e que as entidades de pesquisa e os empreendedores devem interagir, reduzindo as distâncias para que os projetos de inovação sejam implementados.

Para o consultor, inovação e tecnologia estão associadas, destacando a importância dos conhecimentos científicos e os práticos e os meios (capital) para a viabilização de projetos de inovação. A palestra realizada faz parte do projeto de Mobilização para indústrias do Amazonas, que é desenvolvido pelo Sistema Fieam e pelo Sebrae-AM, com o apoio da CNI.

Educação articulada: Sistema Fiepe dobra o número de vagas do programa Ebep

Em Pernambuco, 440 alunos (o dobro do número do ano passado) do programa que articula o ensino médio ministrado pelo Sesi com a educação profissional oferecida pelo Senai (Ebep) começarão os estudos na próxima segunda (6/1). Inicialmente serão ministradas as aulas do ensino médio, no Sesi de Caruaru, Paulista, Petrolina, Araripina, Ibura e Casa Amarela. Os estudantes foram selecionados entre cerca de 900 inscritos para o Ebep 2012.

Segundo a analista de educação do Sesi-PE, Shirley Franklin, os jovens que não foram convocados podem ter uma segunda chance, caso haja desistências na primeira semana de aulas. "A lista de remanejamento estará disponível nos dias 2 e 3 de fevereiro, nas escolas do Sesi", explica. Os cursos profissionalizantes do Senai serão iniciados em 2013.

O superintendente do Sesi-PE, Ernane Aguiar, comemora o preenchimento de 100% das vagas. "O Ebep hoje é um programa consolidado, que promove educação diferenciada para jovens e adultos. Além de inseri-los no ensino técnico, auxilia na trajetória para o ensino superior", afirma. Em 2011, 73 alunos do Sesi-PE foram aprovados em vestibulares de faculdades públicas e particulares do estado.

"Nosso diferencial é aplicar na matriz curricular atividades que serão do cotidiano do aluno na sua vida profissional, com aulas dinâmicas e interativas. Em 2011, realizamos intercâmbio entre alunos de Paratibe e Caruaru, e foi bem proveitoso para os estudantes", acrescenta Shirley Franklin.

Vagas para instrutores: Senai de Minas seleciona centenas de profissionais em todo o estado

O Senai de Minas Gerais está selecionando instrutores para cursos profissionalizantes. São centenas de vagas para atuar nas modalidades técnica, qualificação, aperfeiçoamento e aprendizagem. O candidato deve ter formação superior ou técnica no segmento de atuação, experiência em docência ou treinamento e domínio técnico na área de formação.

As oportunidades abrangem as áreas de:
  • alimentos e bebidas,
  • automação,
  • automotiva,
  • celulose e papel,
  • construção civil,
  • couro e calçados,
  • eletroeletrônica,
  • energia,
  • gemologia,
  • gestão, gráfica e editorial,
  • logística,
  • madeira e mobiliário,
  • meio ambiente,
  • metalmecânica,
  • metrologia,
  • mineração,
  • minerais não metálicos,
  • petróleo e gás,
  • polímeros,
  • química,
  • refrigeração e climatização,
  • segurança no trabalho,
  • tecnologia da informação,
  • telecomunicações,
  • transportes e
  • têxtil e vestuário.

O cadastro do currículo vai até 5 de fevereiro, no link trabalhe conosco.


MBA e especialização: Senai do Paraná abre mais de 980 vagas

São exatas 984 vagas em 26 cursos de especialização e MBA. Esta é a oferta que o Senai do Paraná abre neste semestre em quatro municípios. As inscrições podem ser feitas pelo www.pr.senai.br/posgraduacao até 31 de março. A exceção é Cascavel, cujo a data final é 8 de fevereiro.

Os programas buscam desenvolver e aprofundar a formação adquirida nos cursos de graduação, com um ensino de alta qualidade e atividades em sintonia com o meio empresarial.


Curso de especialização em Moda e Gestão tem vagas em Curitiba e
Londrina (Foto Gilson Abreu)
Todos os cursos de pós-graduação são oferecidos em parceria com o Senai de Santa Catarina ou Faculdade Metropolitana de Curitiba (Famec), instituições de ensino superior credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC) e que certificam os cursos.

Em Curitiba, as aulas ocorrerão no Senai Cietep, a partir de 13 de abril. Há vagas para os cursos de especialização em Educação Profissional, Engenharia de Software, Gestão da Segurança da Informação, Gestão da Inovação Tecnológica Aplicada à Indústria e Moda e Gestão.

Os programas de MBA são em Gestão de Obras de Edificações, Gestão de Projetos, Gestão Estratégica da Manutenção, Gestão Industrial, Gestão Logística e Lean Manufacturing. Em Cascavel, será ministrado, a partir de 10 de fevereiro, o MBA em Gestão de Obra e Edificações.

O Senai de Londrina oferece sete opções de MBA, com início das aulas em 12 de abril: Desenvolvimento de Novos Produtos, Gestão de Obras de Edificações, Gestão de Projetos, Gestão Industrial, Gestão Integrada do Meio Ambiente, Governança da Tecnologia da Informação e Comunicação, e Lean Manufacturing. Há também vagas para os cursos de especialização em Automação Industrial, Engenharia de Manutenção Industrial, e Moda e Gestão.

Em Santo Antônio da Platina, os interessados podem se inscrever para os cursos de especialização em Moda e Gestão, e Gestão e Design de Moda, e para os MBA em Gestão Industrial e Gestão de Projetos.

Gestão da inovação: Empresas da região do Cariri terão apoio para novos projetos

O Senai do Ceará, o IEL-CE e o Sebrae-CE lançam nesta terça (31/1), às 18h30, em Juazeiro do Norte, região do Cariri, o Núcleo Empresarial de Inovação (NEI-CE). No evento, será apresentado o Projeto de Implantação de Planos de Inovação nas Micros e Pequenas Empresas da Cadeia Produtiva Industrial na região, para incentivar a adesão de empresas à cultura da inovação.
Eduardo Seity Toma, especialista em economia financeira, vai ministrar a palestra Organização e Gestão Estratégica da Inovação. Conforme a superintendente do IEL-CE, Vera Ilka Meireles Sales, a ida de um ramo do NEI que existe há cerca de um ano em Fortaleza para Juazeiro do Norte é motivada pela grande participação da região do Cariri na economia do estado.
Inicialmente serão realizadas palestras e apresentações para informar e mobilizar empresários e gestores. Numa segunda etapa serão feitos diagnósticos para identificar empresas que possam trabalhar com planos de negócios em inovação. O NEI-CE faz parte do Movimento Empresarial pela Inovação (MEI), uma parceria da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e do  Sebrae Nacional. O núcleo trabalha com informação, desenvolvimento de projetos e implantação de planos de inovação nas empresas.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Intercâmbio Alemanha Mato Grosso do Sul: Cônsul alemão defende maior relação econômica com o MS

Von Kummer e Longen na reunião em Campo Grande
(Foto Sistema Fiemg)
O cônsul-geral da Alemanha no Brasil, Matthias Bobislav Von Kummer, defendeu maior aproximação econômica entre seu país e Mato Grosso do Sul. Ele esteve reunido com o governador André Puccinelli e a diretoria do Sistema Fiems nesta segunda (30/1), na sede da Federação das Indústrias, em Campo Grande. “As potencialidades econômicas do estado são muito propícias para investimentos de empresas alemãs. Por isso, resolvemos visitar o governador Puccinelli e o presidente do sistema, Sérgio Longen”, disse Von Kummer.

Longen explicou ao cônsul-geral que a política de incentivos fiscais do governo estadual aliada ao apoio oferecido às empresas pelo Sistema Indústria, via Senai, Sesi e IEL, são atrativos para a instalação de novos empreendimentos em Mato Grosso do Sul. “É algo positivo para as indústrias já instaladas e para investimentos futuros. Uma prova disso é que nos últimos 10 anos o estado passou por um grande processo de industrialização, com destaque para os setores de papel e celulose e sucroenergético”, assegurou.

O diretor-corporativo do sistema Fiems, Jaime Verruck, apresentou o desempenho industrial sul-mato-grossense nos últimos anos, com destaque para o crescimento das exportações de industrializados de mais de 300% no período de 2007 a 2011. Segundo ele, 90% das 9.884 indústrias instaladas atualmente no Estado são de micro e pequeno porte. “Temos um trabalho efetivo com essas empresas por meio do Programa de Qualificação de Fornecedores (PQF), que as enquadra nos padrões internacionais de qualidade para se tornarem fornecedoras das indústrias-âncoras”, disse.

Von Kummer ficou impressionado com o desenvolvimento industrial do estado, principalmente, com o salto apresentado pela receita de exportações de industrializados em quatro anos. “Nenhum país do mundo alcançou um crescimento igual a esse. Por isso, defendemos o aumento do intercâmbio comercial com Mato Grosso do Sul, principalmente em energia alternativa, setor que a Alemanha tem experiência na geração de energia eólica e de biomassa”, afirmou.

Desenvolvimento sustentável: Prêmio Green Project Awards chega ao Brasil

Estão abertas as inscrições para a versão brasileira do prêmio Green Project Awards (GPA). Os candidatos podem inscrever projetos e iniciativas sustentáveis pelo www.gpabrasil.com.br até 30 de março próximo. Após quatro edições, o GPA reafirma o seu papel de sensibilização e conscientização da sociedade civil para o equilíbrio ambiental, econômico e social – mas evoluiu para uma vitrine de inovação, criatividade e eficácia, promovendo a discussão de temas como o fim da pobreza, a biodiversidade ou a inclusão social.

O concurso possui quatro categorias: iniciativas desenvolvidas por jovens (estudantes ou não) de até 24 anos; projetos que já tenham sido tema de dissertação ou publicação científica; produtos ou serviços já concretizados nas áreas de desenvolvimento social, economia, ética e meio ambiente e campanhas e ações de sensibilização e informação.

O Sistema Indústria coordena a categoria Produto ou Serviço, sob a coordenação geral de Loni Manica, gestora do Programa Senai de Ações Inclusivas. A comissão julgadora é formada pelos seguintes representantes da indústria: Paulo Roberto Dallare Soares, da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo; Marise Seoane Rio Resende, da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais; Alexandre Kadota, da Federação das Indústria do Estado do Amazonas; Torvaldo Antonio Marzolla Filho, da Federação do Estado do Estado do Rio Grande do Sul; Sueme Mori Andrade, do Sesi Nacional; e Luciano Emmert, da Confederação Nacional da Indústria.


“O GPA chega ao Brasil num ótimo momento, porque existe uma mobilização muito forte de toda a sociedade pela sustentabilidade. O Sistema Indústria não poderia ficar de fora desse movimento”, explica Loni. 

Os critérios de avaliação da categoria Produtos ou Serviços são:
  •  Impacto do projeto nos três componentes da Sustentabilidade (Ambiental, Econômico e Social);
  • Repercussão do Projeto no comportamento/atitude dos cidadãos;
  • Integração de soluções inovadoras para o aumento da eficiência no uso de energia, água, materiais e para a redução da produção de resíduos e outros critérios ambientalmente relevantes;
  • Introdução de práticas sociais inovadoras;
  • Relação entre os benefícios gerados e os custos associados ao Projeto;
  • Reprodutibilidade do Projeto;
  • Serão valorizados produtos ou serviços de entidades cuja missão principal não seja de natureza ambiental ou social.
Os trabalhos vencedores serão selecionados por uma comissão julgadora constituída por personalidades do setor e presidida por Marilene Ramos, presidente do Instituto Estadual do Ambiente. O GPA Brasil prevê como prêmios troféus para cada categoria e menções honrosas. 

Ainda segundo o edital, poderá ainda ser considerada a atribuição de bolsas de pesquisa ou estudo, em universidades parceiras, ou estágios em entidades e empresas apoiadoras do GPA Brasil, por sugestão da Comissão Julgadora e após validação por parte da organização.

Além disso, os vencedores do concurso poderão ser convidados a expor os seus projetos em cerimônia do Green Project Awards Portugal ainda neste ano. O modelo dessa participação será definido após análise dos projetos ganhadores e sua pertinência à versão portuguesa do prêmio.
O GPA é organizado pelo Instituto Nacional de Tecnologia (INT), em parceria com a GCI, e conta com o apoio dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e do Meio Ambiente, Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Participe: www.gpabrasil.com.br/candidaturas/regulamento. A entrega dos prêmios será em 19 de junho, no Rio de Janeiro, na Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, reforçando a luta contra a pobreza e exclusão social. 

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Senai 70 anos: Tocantins também comemora aniversário do IEL

O Senai e o Instituto Euvaldo Lodi (Iel) promoveram na manhã desta sexta (27/1), em Araguaína, Palmas, e Gurupi, as comemorações, respectivamente, de seus 70 e 43 anos de criação. A cerimônia, que também reuniu colaboradores aniversariantes do mês (foto), foi marcada por bênçãos ecumênicas, louvores e mensagens que lembraram a história das duas organizações.


Em Palmas, a diretora regional do Senai-TO, Raimunda Tavares, falou sobre os desafios para este ano e a consolidação da organização como referência em educação profissional. “Nos consolidamos e a cada dia nos tornamos referência em qualificação profissional devido a união de colaboradores, gerentes e seus gestores, que  fazem acontecer essa história. O grande desafio que o Senai-TO tem para este ano, é cumprir o compromisso de efetuar 15 mil matrículas. Estamos comprometidos em trazer melhorias às nossas unidades e atender a indústria de acordo com sua necessidade.”

Em Araguaína, a gerente da Unidade, Francismeire Morais, apresentou um pouco da história do Senai e do Iel. “Em 22 de janeiro de 1942 nascia o Senai. Sua criação teve como finalidade atender a necessidade de formação de mão de obra para a indústria de base. Alguns anos mais tarde, em 1969, o Sistema foi reforçado com a criação do Iel. É muito bom trabalhar no Senai, pois esta instituição é referência no Brasil e na América Latina”.

Na unidade de Gurupi o vice-presidente do Sistema Fieto, Carlos Augusto Suzana, falou da satisfação em ver a consolidação do Sistema. “O Senai é muito importante para a indústria brasileira levando inovação, tecnologia e qualificação profissional. O Iel desenvolve vários projetos junto a empresas, além de aproximar os estudantes do estágio, dentre outras atribuições. Parabéns as duas instituições que fortalecem cada dia mais o Sistema. Parabéns também aos nossos aniversariantes do mês de janeiro.”
Reportagem de Andreia Batista (Araguaína), Thaís Ramalho (Palmas) e Édila Nunes (Gurupi) – Foto Fernando Campos

Cursos em Mato Grosso do Sul: Senai e Petrobras qualificarão 1,4 mil pessoas

O presidente do Sistema Fiems, Sergio Longen, anunciou em encontro com a governadora em exercício Simone Tebet, na terça (24/1), parceria do Senai de Mato Grosso do Sul com a Petrobras para a abertura de 1.440 vagas em cursos gratuitos da área da construção civil. São eles: armador, carpinteiro, eletricista, encanador, pedreiro e pintor. As vagas serão assim distribuídas: 720 para Três Lagoas, 140 para Selvíria, 240 para Brasilândia, 180 para Bataguassu e 160 para Água Clara.

Longen explicou que os profissionais formados pelo Senai-MS devem ser utilizados pela empreiteira responsável pela construção da unidade de fertilizantes nitrogenados da estatal nos municípios sul-mato-grossenses. “Consideramos importante a comunicação à governadora sobre essa parceria, principalmente pela ligação dela com o maior polo industrial do estado.” Os cursos serão viabilizados por meio do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp).

Simone Tebet recordou que a construção da fábrica de fertilizantes da Petrobras é o maior projeto de fomento ao desenvolvimento de Mato Grosso do Sul com investimento de R$ 3 bilhões. Para a governadora, um projeto desse porte requer apoio dos governos federal e estadual e de instituições como o Sistema Fiems, que, por meio do Senai e do Sesi, investe na qualificação da população.

Expectativa do consumidor: Sistema Indústria divulga o índice de janeiro

O Sistema Indústria vai divulgar na segunda (30/1), às 14h, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) de janeiro. A apresentação será feita pelo www.cni.org.br e por e-mail aos jornalistas cadastrados.


A pesquisa, feita entre 12 e 16 de janeiro, revela as perspectivas dos consumidores sobre inflação, situação financeira, desemprego, endividamento, renda pessoal e compras de bens de maior valor. O estudo mensal é elaborado pelo Sistema Indústria a partir de pesquisa do Ibope com 2.002 pessoas em todo o país.


Atenção, jornalista: As entrevistas sobre o Inec podem ser marcadas na Assessoria de Imprensa do Sistema: 61 3317-9825/9806.

Pronatec em Salvador: Senai vai oferece 13 cursos a partir de março

Jovens de 18 até 59 anos de idade vão começar no próximo dia 5 de março a realizar o sonho de entrar para o mercado de trabalho e conquistar uma renda própria graças ao Pronatec. Parceiro do programa do governo federal, o Senai vai formar 22 turmas dos 13 cursos que serão oferecidos em Salvador. Serão 880 vagas para beneficiários de programas de transferência de renda.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) e o Senac também vão realizar as ações de qualificação profissional, que foram apresentadas, na quarta (25/1), pelo secretário municipal do Trabalho, Assistência Social e Direitos do Cidadão (Setad), Oscimar Torres, durante coletiva de imprensa. Para a coordenadora do Pronatec no Senai-BA, Rosângela Costa, “a expectativa é grande em contribuir com o programa, que vai gerar renda e qualificar tantas pessoas para o mercado de trabalho, atendendo principalmente demandas da indústria baiana."

Apresentação do Pronatec em Salvador: Oscimar Torres e
representantes das organizações parceiras do programa do
governo federal (Foto João Alvarez/Sistema Fieb)

Inicialmente, os cursos do Senai serão oferecidos em suas unidades de Dendezeiros, na Cidade Baixa, e Cimatec, em Piatã. Outros locais estão sendo identificados em Salvador para que o público-alvo seja contemplado. “Vamos alugar espaços mais próximos da população-perfil e já estamos investindo cerca de R$ 4,5 milhões em contratação de profissionais e novos equipamentos para atender as turmas do Pronatec”, explicou o gerente do Senai Cetind, Alex Santiago.

“O acesso às aulas é fundamental para manter a presença dos alunos nos cursos e evitar a evasão”, assegura a gerente do Senai Cimatec, Greta Moreira. Por isso, está prevista, pelo programa, assistência estudantil para contribuir com as despesas de transporte e lanche. O valor vai depender da quantidade de horas e a frequência dos participantes.

De acordo com a prefeitura da capital baiana, parcerias serão firmadas para divulgar os cursos entre a população e estimular o público-alvo a se matricular: os alunos vão receber assistência em acuidade visual e ter acesso a atendimento odontológico. “Esses apoios serão importantes porque boa parte desta população já deixou a escola há algum tempo e precisa de incentivos para voltar a estudar, além do mais objetivo, que é a possibilidade de incrementar a renda, seja empregado ou como prestador de serviços”, acredita Oscimar Torres.

O titular da Setad garante que todos os alunos do Pronatec em Salvador serão cadastrados no Serviço Municipal de Intermediação de Mão de obra (Simm), facilitando a inserção no mercado de trabalho. Torres afirma que o objetivo da prefeitura é identificar e incluir nos cursos parte dos 147 mil moradores de Salvador que têm renda abaixo de R$ 70, de acordo com dados do IBGE.

Ainda é exigido aos interessados o ensino fundamental incompleto para todas as turmas, e outros graus de escolaridade, a depender da área de conhecimento de cada curso. As pré-matrículas serão realizadas de 1° a 15 de fevereiro, pela Prefeitura de Salvador, nos postos do CRAS, Simm, Casa do Trabalhador e no NAJ da Baixa dos Sapateiros. Os documentos exigidos são RG, CPF, comprovantes de residência e de Escolaridade e Número de Inscrição Social (NIS). Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 156, do Serviço Salvador Atende.

Os cursos do Senai são das áreas de mecânica, caldeiraria, refrigeração, eletricidade, manutenção de máquinas industriais, logística, vestuário, construção civil, eletroeletrônica, movimentação e distribuição de cargas e outras. Mais informações: 71 3534-8090.

Gestão estratégica: Núcleo empresarial do Ceará promove palestra sobre inovação

Incentivar a inovação nas empresas. É o que vai fazer o terceiro evento que o Núcleo Empresarial de Inovação do Ceará (NEI-CE) vai promover em parceria com o IEL/CE, o Senai-CE e o Sebrae-CE. O encontro ocorrerá em 8 de fevereiro, das 18h30 às 23h30, na sede do Sistema Fiec, em Fortaleza, com a palestra Organização e Gestão Estratégica da Inovação.

O tema será abordado por Alexandre Tocchetto Pauperio, administrador de empresas, mestre em administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), fundador e diretor da Brain – Brasil Inovação e secretário-executivo da Câmara Transversal de Tecnologia e Inovação do Conselho de Desenvolvimento Industrial da Bahia. Tocchetto é ainda consultor sênior da área de inovação, gestão e competitividade, além de ser professor convidado de criatividade e inovação da Fundação Dom Cabral. Saiba mais com Manuela Coelho, pelo 85 3421-6515/6517.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Senai presente na vida da gente 1

Conheça como o Senai se fez e continua presente na vida de Dirlei Dias, gerente de vendas da Mercedes-Benz e de todos os funcionários.


Cursos pelo Brasil

> Práticas sobre tratamento de efluentes industriais e domésticos – Unidade do Senai do Rio Grande do Sul, O Centro Nacional de Tecnologias Limpas (CNTL) promove o curso Aspectos Práticos na Operação e Manutenção de Lodos Ativados, nos dias 14 e 15 de fevereiro, das 9h às 18h, em Porto Alegre. O objetivo é fornecer subsídios técnicos capazes de permitir o entendimento dos fenômenos que envolvem os processos de tratamento de efluentes líquidos domésticos e industriais, além de proporcionar as devidas condições para o seu perfeito desempenho e operação.

A intenção é assegurar uma operação e manutenção adequada, tendo em vista as exigências operacionais impostas pelos órgãos responsáveis no controle de poluição hídrica. O curso será ministrado por Mario Peirano, na Macro Office. Saiba mais: (51) 3347-8446 ou (51) 3347-8410.

> Pós em automação e gestão industrial – Os interessados nos programas de pós-graduação lato senso em de Automação e em Gestão Industrial têm até 5 de abril para se inscreverem no Senai de Florianópolis. As aulas serão ministradas durante 18 meses, as sextas à noite e sábados, a partir de abril. A pós em Engenharia de Automação é destinada a profissionais graduados em engenharia ou cursos superiores de tecnologia, ou ainda a profissionais atuantes nessas áreas que procuram melhorar sua inserção no mercado ou ter uma maior qualificação. Os profissionais graduados nas áreas de administração, engenharia e afins tem como opção a pós-graduação MBA em gestão industrial, que possui módulos sobre planejamento da produção, excelência em manufatura e estratégias em gerenciamento da produção. Mais informações: 0800 48 1212 e pelo www.sc.senai.br.
Reportagem de Diogo Honorato/Sistema Fiesc

Do Twitter

> @Instituto Ideias Em Taiwan, bagaço de cana vira mesa e cadeira fb.me/Cuh2gIs2

> @Pedro_Vilela_RN Mantenha a carga da bateria do seu iPhone com... água! olhardigital.uol.com.br/produtos/digit…

Da Agência Brasil: Dilma diz que não há limite para investimento em educação

Na cerimônia de posse dos novos ministros da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação, a presidenta Dilma Rousseff disse que aprendeu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a não subordinar as decisões em relação aos investimentos na área de educação a critérios meramente econômicos. Segundo ela, a regra do jogo era não ter limite para os investimentos nessa área. Dilma lembrou que quando era ministra da Casa Civil do governo de Lula, acostumou-se a ver as portas sempre abertas para o ministro da Educação, Fernando Haddad, e que vai adotar a mesma postura no seu governo.

"Quando tínhamos que discutir com o presidente a criação e a interiorização de universidades, a criação de escolas técnicas e a criação de institutos federais de tecnologia, era a coisa mais fácil que tinha porque sempre a porta para Fernando Haddad estava aberta. Sempre não tinha limite para investimento, e que nós, Casa Civil e Planejamento, tínhamos que nos conformar porque era assim a regra do jogo", declarou.

A presidenta aproveitou para dizer ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que a sua intenção é manter a mesma política. "Eu quero informar ao Guido que eu aprendi muito com o presidente Lula", disse Dilma arrancando risadas dos presentes. "Eu continuo o mesmo projeto porque eu sei que é isso que transformará o Brasil", completou, atribuindo a Lula a iniciativa de democratizar o acesso à educação no país.

Em uma cerimônia marcada pelo tom emocional, a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva emocionou a todos. Sem cabelos, por causa do tratamento de radioterapia contra um câncer de laringe, Lula, usando um chapéu preto, sem gravata, desceu a rampa interna do Palácio do Planalto, que liga o gabinete da Presidência, no terceiro andar, ao Salão Nobre, segundo andar, onde ocorreu a cerimônia.

Em seu discurso, a presidenta, mais uma vez, defendeu o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) principal foco de críticas ao governo devido aos vazamentos e problemas na execução das provas. "Não estou aqui fazendo a defesa do Enem por nenhum princípio de teimosia, mas é porque ao fazê-lo, estou defendendo o ProUni, o Reune e o Ciência sem Fronteira", completou a presidenta referindo-se aos projetos do governo para qualificação de mão de obra e de desenvolvimento de tecnologia. Para Dilma Rousseff, sem o Enem seria impossível fazer a seleção dos beneficiados pelos programas. O vestibular, de acordo com a presidenta, não seria adequado por sua característica adotar critérios díspares.

Na avaliação de Dilma, os problemas que surgiram durante a execução do Enem resultam da própria dimensão do programa. "Nenhum de nós é soberbo de achar que um projeto que se faz nasce perfeito. Ele precisa de um teste da realidade. Ele precisa da tentativa e erro. Agora, há que reconhecer, que um projeto que abrange milhões de pessoas, é inevitável que nos primeiros tempos ocorra alguns desvios. Esses desvios nós temos a humildade de reconhecer e de corrigir. Quem não é capaz de fazer isso não faz uma boa gestão", disse.
Reportagem Luciana Lima – Edição Aécio Amado

Gestão da inovação: Empresários de pequenos negócios começam a ser sensibilizados em PD&I

O Senai do Amazonas promove nesta quinta (26/1) a primeira palestra do projeto Mobilização para Elevação do Grau de Inovação nas Micro e Pequenas Empresas Industriais do estado. O projeto dará suporte à elaboração e implantação de planos de inovação, promovendo a cultura da inovação e auxiliando na submissão dos planos junto aos órgãos de fomento à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). A iniciativa conta com a parceria do Sebrae-AM.

A palestra A importância da Gestão da Inovação para Micros e Pequenas Empresas, às 19h, na Escola Senai Antônio Simões, localizada na Bola da Suframa, no Distrito Industrial de Manaus. As empresas-alvo são das áreas de construção civil, madeira e móveis, construção naval, fitocosméticos, fitopharmacos, metalmecânica, panificação, confecção e gás e petróleo. A palestra será ministrada por Augusto César Rocha, professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e especialista em Gestão da Inovação pela Universidade de Santiago de Compostela, da Espanha.

Segundo o coordenador do projeto pelo Senai, José Nabir Ribeiro, a expectativa é sensibilizar 300 empresas nos primeiros eventos do projeto. “Posteriormente iremos capacitar cerca de 150 empresas no curso de Gestão da Inovação. Depois, será realizado diagnóstico nas empresas e apoio na elaboração de planos de inovação." Mas, “para criar a cultura da inovação nas micro e pequenas empresas, é imprescindível o envolvimento dos dirigentes e empresários que ganham em competitividade e consequentemente com maiores lucros quando começam a investir em processos inovadores", explicou Ribeiro. As confirmações de participação podem ser feitas pelos: 92 3182-9903 e 3182-9963.

Foco na inovação: Alunos do Senai criam solução para automatizar laboratório de análises

Ao observar a rotina de seus colegas e as demandas da empresa onde trabalha, Jackson Pinheiro, estudante do Senai de Florianópolis, percebeu uma oportunidade de melhoria. Então, ele e outros colegas resolveram criar uma solução que facilitasse o monitoramento de temperatura em laboratórios de análises clínicas e atendesse às normas de qualidade adotadas.

"A medição antes precisava ser feita em cada um dos aparelhos do laboratório. Só que são 76 máquinas, monitoradas todos os dias", explica Pinheiro, que é coordenador no setor de manutenção técnica em uma grande rede de laboratórios. Ele estima que o processo manual de conferência e anotação das temperaturas mínima e máxima leva em torno de 2 horas, e pode ser feito até duas vezes ao dia (no início e fim do expediente).

Pinheiro: sistema evita processo que pode levar até
4 horas de trabalho por dia (Foto arquivo pessoal)


O trabalho foi objeto de um projeto integrador apresentado no curso superior de tecnologia em Automação Industrial do Senai de Florianópolis, no qual Pinheiro está no quinto período. Para consolidar a proposta, os alunos tiveram que lançar mão dos conhecimentos e habilidades adquiridos em diversas disciplinas do curso. A solução possui controladores de temperatura e um software supervisório, os quais automatizam os registros e permitem gerar planilhas e gráficos que facilitem a gestão do processo. O projeto foi apresentado para a diretoria da rede de laboratórios e agora está em estudo de viabilidade.

Segundo Pinheiro, os principais diferenciais da tecnologia desenvolvida são os recursos de alertas (avisa temperaturas fora do padrão), de justificativa para o incidente e de autenticação do usuário. "Como temos uma preocupação com o sistema da qualidade e as normas legais, pensamos em uma forma de registrar o que aconteceu e quem fez a justificativa. Isso é útil durante uma auditoria." A equipe contou ainda com as participações de Helton Do Nascimento e Vinicius Ulbricht Vignes, também alunos do Senai.
Reportagem de Diogo Honorato/Sistema Fiesc

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Pronatec em Salvador: Senai apresenta nesta quarta ações do programa

As ações do Pronatec para Salvador serão apresentadas em coletiva de imprensa que a Secretaria Municipal do Trabalho, Assistência Social e Direitos do Cidadão (Setad) promove nesta quarta (25/1). Líder na oferta de vagas do programa na Bahia, o Senai vai abordar as 1.760 vagas que serão oferecidas na capital baiana, para beneficiários e dependentes dos programas de transferência de renda com idade entre 18 e 59 anos.

O Instituto Federal da Bahia (IFBA) e Senac-BA também vão oferecer cursos do Pronatec, somando 4.680 vagas em Salvador. As atividades do programa de qualificação profissional deste ano serão iniciadas em 5 de março, abrangendo 79 cursos em diversas áreas, como construção civil, alimentos, turismo, saúde, torneiro mecânico, soldador, informática e moda.

Em 2011, o Senai-BA promoveu a formatura das duas primeiras turmas do Pronatec no Brasil. As capacitações nos cursos de Pintor de Obras e Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão qualificaram 35 beneficiários de programas de transferência de renda, que ampliaram suas chances de inserção no mercado de trabalho.

Design gráfico: Exposição no Fashion Rio destacou capas de discos de César Villela

O artista gráfico e desenhista César Villela foi o responsável pela imagem de diversas capas icônicas de discos da Bossa Nova. Traços simples onde predominavam o preto e o branco, com pequenos pontos em vermelho e o selo Elenco, criado em 1962 por Aloysio de Oliveira, marcaram a estética do design gráfico brasileiro da época.

A cenógrafa do Fashion Rio, Mari Stocker, teve a intenção de realizar a mostra depois de folhear o livro Bossa Nova e Outras Bossas - A Arte e o Design das Capas dos LPs. "Vi o livro de capas de discos da Bossa Nova do Charles Gavin e mostrei ao Paulo Borges. Sempre gostamos de falar da produção e da criatividade brasileiras. Chamamos o Charles, que é músico e pesquisador, para fazer uma exposição que mostrasse os caminhos do design gráfico nesse período", diz ao FFW.

A exposição trouxe 64 capas de discos, sendo 60 delas parte da coleção de Gavin. Um dos maiores expoentes do design dos anos 1960, Villela criou capas para artistas como Tom Jobim, Nara Leão, Vinícius de Moraes, Baden Powell e Maysa, criando "sem querer" um estilo que marcou a década.

No dia 11 de janeiro, o curador da exposição Design na Música Brasileira, esteve na Casa Firjan da Indústria Criativa para conversar com Villela sobre sua importância no design gráfico brasileiro e na própria definição da identidade da Bossa Nova. O designer contou sobre algumas técnicas de ilustração utilizadas para criar as capas e declarou ao FFW que se define como "um grupo de artistas incorporado em si mesmo".

Sobre a linguagem autêntica, ele comenta que foi muito influenciado pelo canadense Marshall McLuhan, que dizia a seguinte frase: "O excesso de detalhes no trabalho são ruídos visuais". Isso fez com que percebesse a necessidade de eliminar os ruídos visuais de seu trabalho e desenvolvesse um traço simples e original.
Fonte Portal Senai Design – Foto FFW

Senai 70 anos: Sete décadas de incentivo à competitividade da indústria

Ao longo de sete décadas, o Senai capacitou gerações da força do trabalho industrial em todo o Brasil. Referência mundial em educação profissional, a organização forma profissionais altamente especializados para 28 setores da indústria desde a sua fundação, em 22 de janeiro de 1942.
Entre 55 milhões de pessoas capacitadas pelo Senai em suas 797 unidades espalhadas pelo Brasil estão o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, o primeiro cosmonauta brasileiro, Marcos Pontes, e o tricampeão de Fórmula 1, Nelson Piquet.

Para comemorar a data, o Senai de São Paulo promoveu na segunda (23/1) missa em ação de graças pelo 70º aniversário da organização na Catedral Metropolitana de São Paulo, na Praça da Sé, centro da capital paulista.


Celebrada pelo cardeal arcebispo metropolitano de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, a cerimônia contou com acompanhamento do Coral da Catedral da Sé e da Orquestra Filarmônica do Senai-SP, para um público de aproximadamente 2 mil pessoas, sendo mais da metade alunos da organização em São Paulo.

O presidente do sistema Fiesp, Paulo Skaf, prestigiou a missa ao lado de autoridades do executivo e do legislativo, empresários, funcionários alunos e ex-alunos diretores e funcionários da entidade.

Carlos Eduardo Moreira Ferreira, presidente emérito da Fiesp e do Ciesp, sentou-se ao lado de Skaf, dividindo a primeira fila com Rafael Lucchesi, diretor-geral do Senai, e o astronauta brasileiro Marcos Pontes, aluno do Senai de Bauru na década de 70.
“O Senai é um exemplo de educação profissional bem-sucedida. Essa missa abre o calendário de comemorações que realizaremos ao longo do ano”, declarou Skaf, que também preside o Conselho Regional do Senai-SP. Durante a solenidade, Dom Odilo destacou o trabalho educacional realizado pela organização, especialmente com os jovens de todo o país.

“É a história da educação voltada para o crescimento do bom fruto”, disse o cardeal. O Senai é responsável por 797 unidades operacionais, sendo 471 fixas e 326 móveis. Somente o estado de São Paulo é detentor de rede com 165 escolas. Clique aqui para acompanhar histórias de pessoas que têm trajetórias bem-sucedidas influenciadas pelo Senai. 
Reportagem de Rosângela Gallardo e Edgar Marcel

Excelência na construção civil: Senai de Uberaba cria centro especializado para o setor

O Senai de Uberaba, em Minas Gerais, se prepara para atender o setor de construção em 2012, com a instalação do Centro de Excelência da Construção dentro da unidade. O centro vai capacitar profissionais e prestar serviços laboratoriais às indústrias. A estrutura física está toda pronta, e alguns cursos já começaram a ser ministrados. "Falta apenas a compra de alguns equipamentos para montagem dos laboratórios, que deverá ocorrer até o segundo semestre", informa o supervisor técnico do Senai, Adenerte Moizes da Rocha.

Os serviços que estarão disponíveis no Centro estão definidos a partir de uma pesquisa com as empresas da região. Serão três os laboratórios: análises de concreto, solo e ferragem, este ainda em estudo. Entre os cursos em andamento estão os de pedreiro de alvenaria, bombeiro hidráulico e eletricista instalador predial, todos na modalidade capacitação, com duração de 200 a 300 horas/aula. "A maior preocupação em qualificar seus funcionários vem das próprias empresas", salienta Rocha.

Novas turmas serão constituídas ainda neste semestre para atender aos alunos do Pronatec. Para agosto, a previsão é lançar também cursos de armador de ferragem, montador e operador de andaime e técnico em edificações, entre outros. Saiba mais: 34 3325-9300.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Caso de sucesso: Ex-aluna do Senai-SC fica em 1º no vestibular para matemática na UFSC

A jovem Helena Carolina Rengel Koch, que cursou todo o ensino médio no Senai de Jaraguá do Sul, conseguiu a maior pontuação entre os aprovados no vestibular 2012 para o curso Matemática da Universidade Federal de Santa Catarina. Filha de professora de matemática (que já trabalhou no Senai), Helena explica ter desenvolvido o gosto pela disciplina por iniciativa própria.

"Gosto da matéria por ser algo com conclusões exatas e definitivas. De se deparar com um desafio e, ao final, dar certo.", conta a estudante de 17 anos. "Minha mãe diz que eu tenho um modo de pensar muito lógico, mas diferente. Tanto é que eu costumo encontrar maneiras alternativas de chegar a um resultado", afirma.

Seu segredo para conseguir boas notas em matemática, segundo ela, está relacionado mais a entender as fórmulas do que decorá-las. Sem deixar de lado o papel dos professores, Helena afirma que também é preciso que o aluno estude sozinho e faça sua parte. "Eu costumava responder a todos os exercícios da lista e depois tentava tirar todas as dúvidas com o professor.”

Helena também gosta de ensinar e ajudar alguém a resolver um problema, e pretende seguir na licenciatura em matemática, que forma profissionais para o exercício da docência. Mas a ex-aluna do Senai de Jaraguá do Sul não descarta também fazer o bacharelado, formação que, segundo ela, tem oportunidades de trabalho em instituições financeiras e indústrias.

Cursos a distância: CTGAS-ER abre vagas para este semestre

O Centro de Educação e Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGÁS-ER) lançou vários cursos na modalidade de ensino a distância (EaD). Consórcio administrado pela Petrobras e o Senai e localizado em Natal, o centro vai ministrar os seguintes programas:
  • Tecnologia em geração eólica, de 30 de janeiro a 24 de fevereiro. Requisito: ter formação técnica ou formação superior nas áreas: Soldagem, Petróleo e Gás Natural, Edificações, Instrumentação, Refrigeração, Automação, Meteorologia, Mecânica Industrial, Eletricidade ou ter experiência comprovada na área de Energia Eólica e Ensino Médio Concluído.
  • Legislação ambiental aplicada à implantação de parques eólicos, de 5 a 16 de março. Requisitos: ter concluído o curso de tecnologia em geração eólica ou ter experiência comprovada na área de energia eólica e ensino médio concluído.
  • Sistemas elétricos aplicados a parques eólicos, de 26 de março a 10 de abril.
  • Contratos Turnkey y empreendimentos de parques eólicos, de 23 a 27 de abril.
  • Aspectos técnicos da energia eólica, de 7 a 18 de maio.
Para saber mais: jessica@ctgas.com.br e mirtz@ctgas.com.br, ou 84 3204-8009.

Pronatec em Rondônia: Senai abre pré-matriculas em 27 cursos gratuitos

Começa nesta segunda e vai até sexta (23 a 27/1), o prazo das pré-matrículas em Porto Velho para os cursos que o Senai vai ministrar por meio do Pronatec. Podem se inscrever pessoas em vulnerabilidade social registradas no Cadastro Único do Governo Federal, aos que recebem Bolsa Família e que estejam cursando as séries do quarto ao nono ano do ensino fundamental. O Senai de Porto Velho já capacitou os servidores que vão trabalhar no registro.

Segundo o técnico Alex Saraiva, o treinamento preparou o pessoal na utilização do Sistec, programa do governo federal que dá visibilidade nacional aos diplomas e forma banco de dados sobre os cursos técnicos do Pronatec. Saraiva explicou aos servidores municipais como operar o Sistec, sistema que possibilita fazer on-line as matrículas e todo o acompanhamento do aluno durante o período do curso. “Os dados do aluno como matrículas, notas e evasão (se for o caso) são registrados diretamente no programa do Ministério do Desenvolvimento Social”, ressaltou Alex.

O Senai vai ministrar 27 cursos em diversas áreas. Depois de fazer a pré-matrícula, os candidatos deverão dirigir-se ao local das aulas para confirmar a matrícula e ter o nome lançado no Sistec. Se não houver mais vaga, o candidato irá para o cadastro de reserva. A aula inaugural em Porto Velho será em 28 de fevereiro, em local ainda a ser divulgado.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Senai 70 anos de educação, tecnologia e inovação

A educação profissional e tecnológica no Brasil tem um marco histórico: o surgimento do Senai em janeiro de 1942. Ao longo de sete décadas, a organização vem oferecendo ensino focado nos interesses e na realidade da indústria nacional.

Essa história começa no governo Vargas. Turbulências políticas decorrentes da Segunda Guerra Mundial, comprometimento no ritmo das importações, carência de pessoal qualificado. Esse era o cenário quando se iniciava o processo de industrialização do país.

Para promover o crescimento nacional, seria necessário suprir as lacunas da carente especialização profissional. A solução foi dada pelo idealismo de industriais brasileiros, propondo administrar, dirigir e manter pelo próprio setor produtivo uma organização voltada para a educação profissional.

Dessa maneira, o empresariado assumiu não apenas os encargos, como queria o governo, mas também a responsabilidade pela concepção e direção de um organismo próprio, subordinado à CNI (criada em 1938) e às federações de indústrias estaduais.

Já na ocasião, estava claro que sem educação profissional não haveria desenvolvimento industrial para o país e, desde a sua origem, a organização recém-criada estava ligado à vanguarda dos setores produtivos.

No entanto, desde sua criação, muita coisa mudou. Hoje a atuação do Senai não se restringe à sua função formativa. Da escola de capacitação de profissionais especializados a organização passou a ser um pólo nacional de geração e difusão de conhecimento e poderoso agente de desenvolvimento industrial e social.

O conceito de formação profissional evoluiu para o de educação para o trabalho – uma visão que privilegia o desenvolvimento pleno da capacidade produtiva do indivíduo. Como uma organização cujo principal produto é o conhecimento, o Senai se encontra radicalmente comprometido com o fortalecimento da indústria e o desenvolvimento pleno e sustentável do país por meio da educação, da tecnologia e da inovação.

Até o final de 2011, são 55 milhões de profissionais preparados para o trabalho e para a vida. Exemplos: o torneiro mecânico e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o eletricista e astronauta Marcos Pontes e o mecânico de automóveis e tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet. É o Senai forjando líderes e cidadãos que fazem a diferença na vida do Brasil.


Pontes, Piquet e Lula se formaram no Senai, respectivamente, em eletricidade, mecânica de automóveis e tornearia


Novos focos de atuação
Sempre de acordo com as demandas da indústria, o Senai abriu novas frentes de apoio à competitividade das empresas em 28 áreas industriais. No portfólio a prestação de serviços técnicos e tecnológicos, como consultoria e assistência ao setor produtivo, com redes de laboratórios, pesquisa aplicada e informação tecnológica, com destaque para a inovação.

Com assessoria técnica e tecnológica, o Senai busca soluções para problema de qualidade de produtos ou gargalos na produtividade da empresa ou instituição. A organização promove diagnóstico e recomendações e detecta e corrigi falhas no campo da gestão, da produção e da execução de serviços.

A rede de laboratórios do Senai oferece serviços de calibração, dosagem, ensaio e/ou teste de desempenho para qualificação de produtos e processos, preferencialmente fundamentada em normas técnicas ou procedimentos sistematizados.

O trabalho executado com a pesquisa aplicada tem o objetivo de desenvolver ou aprimorar produtos, processos ou sistemas, utilizando uma ampla rede de laboratórios, centros de informação e de especialistas, com foco na pesquisa de novos conhecimentos ou na compreensão dos já existentes.

Todo esse leque de opções que o Senai oferece a indústria, os estudantes e a sociedade em geral encontram em mais de 800 unidades fixas e móveis. Elas atuam de acordo com as necessidades locais e contribuem para o fortalecimento da indústria e o desenvolvimento pleno e sustentável do Brasil.

Grandes conquistas
  • 55 milhões de alunos capacitados de 1942 a 2011;
  • 2.4 milhões de matrículas anuais;
  • 3 mil cursos nas modalidades de aprendizagem, qualificação, aperfeiçoamento, técnica, graduação, pós-graduação
  • 471 unidades fixas e 326 móveis;
  • 28 áreas industriais;
  • 325 kits didáticos de educação profissional;
  • 29 países em parcerias internacionais.




Comunicação visual: Poliedros inspiram conceito de novo sabonete

Para inaugurar a seção de comunicação visual, o Portal Senai+Design mostra um incrível conceito de produto. O conjunto de embalagem e objeto, faz com que o Morfoze (foto), se torne super atrativo aos olhos de quem admira projetos diferenciados.




Criado pelo designer russo Yevgeny Razumov, o sabonete em forma de poliedro se inspira na geometria e destaca ângulos, vértices, arestas e polígonos. Segundo o criador do trabalho, ele irá conquistar aqueles que lidam com os princípios de modelagem 3D, bem como designers, modelistas, engenheiros ou simplesmente pessoas que gostam de coisas inusitadas.



Verão 40º: Especialista do Senai dá dicas sobre ar-condicionado eficiente



É no verão que a maioria das pessoas recorre ao ar-condicionado. Mas  também é nesse período que muitos aparelhos resolvem falhar. A explicação vem de Santa Catarina. Segundo o docente do Senai de São José Glauco Quadros Soares, mau funcionamento do aparelho está relacionada à falta de uso e manutenção ao longo do ano. "Com o aparelho parado, as peças internas podem oxidar. E esse é um dos problemas mais frequentes que ocorrem.” Por isso, a época de verão é a que possui maior quantidade de serviços para profissionais da área de climatização.


Regulagem e manutenção anuais evitam surpresas no
calor do verão (Foto Senai de Chapecó)


Soares ressalta que uma manutenção adequada do aparelho ao longo do ano (e não apenas quando ele for utilizado) é importante tanto para garantir a qualidade do ar no ambiente quanto para que haja um baixo consumo de energia e um alto rendimento quando exigido. Em uma ação padrão, os técnicos realizam a limpeza do aparelho, do filtro e, se necessário, da serpentina interna. Também verificam o funcionamento dos ventiladores, a quantidade de fluido refrigerante (gás) e se há pontos possíveis de vazamento de fluído. É realizado ainda um cálculo de superaquecimento e verifica-se o consumo de energia.

A baixa umidade do ar – que prejudica a saúde – pode, segundo Soares, ser diminuída com a correta regulagem do aparelho. O procedimento também proporciona temperaturas mais agradáveis, evitando o desconforto de ambientes que ficam muito frios. Mas o usuário também pode fazer sua parte: o especialista aconselha que, uma vez por semana, seja verificado se os filtros dos ares-condicionados precisam de limpeza.

O uso contínuo pode diminuir a vida útil dos componentes internos. E para aumentar a durabilidade, Soares também aconselha que, antes de comprar um condicionador de ar, o consumidor procure um profissional para realizar o cálculo de carga térmica do ambiente. "Com isso, é possível determinar a potência e modelo corretos, evitando o trabalho e consumo excessivo de energia ou a ciclagem muito rápida, quando o aparelho liga e desliga seguidamente.”

Para formar profissionais aptos a realizar manutenção e instalação de aparelhos de ar-condicionado, o Senai de São José vai ministrar o curso de qualificação profissional em Mecânico de Manutenção de Refrigeração e Climatização Doméstica, com início no próximo dia 30 e duração de 160 horas. As aulas serão realizadas de segunda a sexta, à noite. Para saber mais ligue 0800 48 1212.
Reportagem de Diogo Honorato/Sistema Fiesc

Pronatec no Rio de Janeiro: Senai promove especial do Terças Sem Dúvidas para divulgar cursos gratuitos

Como está o mercado hoje? Como estará o mercado amanhã? Todo mundo tem dúvidas a respeito da profissão que vai seguir. E todo mundo gostaria de tirar as dúvidas com quem realmente entende. Por isso, o Senai do Rio de Janeiro criou e vem promovendo o programa Terças Sem Dúvidas, que terá uma edição especial na próxima semana (24/1) sobre o Pronatec.

O programa é aplicado em forma de seminário de orientação profissional, gratuito, sempre na primeira terça de cada mês, em todas as unidades do Senai-RJ. Além de a programação ser sempre diferente, as Terças Sem Dúvidas contam também com a participação de empresas convidadas.

As novidades que serão divulgadas na próxima terça-feira, envolvem os 18 cursos técnicos que serão oferecidos gratuitamente pelo Senai em parceria com o Pronatec. Podem se candidatar estudantes de escolas estaduais cursando o segundo ou terceiro ano do ensino médio. Estão sendo oferecidas 3.795 vagas em cursos técnicos para este semestre. Para segundo semestre serão abertas mais 2.475 vagas.

Senai na Couromoda 2012

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Design de moda: Único latino na Semana de Moda de Paris vai treinar docentes do Senai

O estilista Gustavo Lins, único latino a integrar a Semana de Moda de Paris, vai ministrar a partir de fevereiro cursos de aperfeiçoamento em costura e em design de moda para docentes do Senai de Minas Gerais. Inédita, a iniciativa irá envolver instrutores de diversas cidades mineiras.

O objetivo dos cursos, que vão alinhar conceitos da alta costura francesa com temáticas e enfoques bem brasileiros, é habilitar multiplicadores para ensinar futuros profissionais do setor em toda Minas Gerais. As capacitações vão até agosto, com abordagens de temas como modelagem, corte e costura de vestidos e outras peças.

Gustavo Lins é natural de Belo Horizonte e único estilista brasileiro a integrar a Câmara de Alta Costura da França, que conta ainda com outros 11 membros oficiais da Federação Francesa da Alta Costura, chancelada pelo Ministério do Comércio Exterior do país. Lins já trabalhou em grandes marcas como Louis Vuitton, Dior, Jean Paul Gaultier e Kenzo. Mais informações: 31 3482-5576.