sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Projeto Atum: Senai forma turma de pescadores no Rio Grande do Norte

Vinte jovens receberam na terça (29/11), certificados do curso Pesca em Alto Mar, promovido no centro de educação do Senai do Rio Grande do Norte localizado na cidade de Santa Cruz. Eles foram selecionados entre 112 inscritos e qualificados por especialistas japoneses. Os novos pescadores vão trabalhar em barcos japoneses na costa brasileira. A expectativa é de formar pelo menos 400 trabalhadores nos próximos dois anos. Para o presidente da empresa Atlântico Tuna, Gabriel Calzavara, parceira do Projeto Atum Brasil/Japão, a formatura é o início de um longo caminho. “A responsabilidade de vocês é muito grande. Esse projeto abrange interesses estratégicos do Brasil e do Japão”, disse.

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Betinho Rosado, falou da importância do projeto. “Vamos precisar de cerca de 250 pessoas para pescar atum em nossa costa. Vamos treinar mais pescadores, cozinheiros, operadores de máquinas. O estado vem se destacado na pesca oceânica”. Antes da solenidade os novos pescadores demonstraram o que acontece a bordo do navio pesqueiro. 

“Eles lançaram o espinhel com uma linha-mãe que tem 150 quilômetros de comprimento, à qual são anexadas de três a quatro mil linhas secundárias. Em cada linha secundária um anzol. Depois recolheram uma simulação do material pescado”, explicou o instrutor japonês Kunio Nakayama.

O diretor operacional do Senai-RN, Josenilson Dantas, explicou que os alunos passaram sete semanas internados, 51 dias, vivenciando o que viverão em alto mar. “Quero parabenizar os novos pescadores, o governo do estado, o Ministério da Pesca, a Atlântico Tuna, a Japan Tuna e a todos que se dedicam a esse projeto. Quero dizer ao secretário Betinho que o Senai está pronto para assumir os desafios necessários para apoiar o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte."

Nenhum comentário:

Postar um comentário