segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Pós-modernismo: Victoria & Albert dedica exposição a movimento controverso


Victoria &
 Albert Museum apresenta mais uma grande exposição. O museu londrino agora dedica seu espaço para celebrar o Pós-Modernismo. O movimento artístico e cultural foi escolhido por ser um dos mais controversos e desafiadores. O intrigante universo do movimento que surgiu na década de 1970 retrata um novo estilo, marcado pelas contradições que vão do grotesco ao luxuoso, do colorido ao decadente. A exposição Postmodernism: Style and Subversion 1970-1990 exibe este cenário curioso que partiu do pensamento arquitetônico, mas também abraçou o mundo da arte, design, moda e cinema.

A característica marcante da época foi a quebra com a visão utópica do modernismo, baseado na clareza e na simplicidade, abrindo as portas para um novo mundo. Segundo o Victoria & Albert, o pós-modernismo, ao contrário, era como "um espelho partido, refletindo uma superfície de muitos fragmentos". A naturalidade foi deixada de lado para dar vez aos conceitos de complexidade e contradição. Muito além de uma manifestação artística, o pós-modernismo transformou a atitude de uma geração. Trouxe a liberdade radical para a arte e o design, através de gestos irônicos ou desafiadores.

São mais de 250 objetos de arte e design que exaltam a irreverência do período. Entre eles estão a luminária Super Lamp, criada em 1981 por Martine Bedin para o Grupo Memphis, a capa do disco Power, Corruption and Lies, da banda New Order e instalações de videoclipes de cantores que quebraram padrões com suas performances ousadas, como Grace Jones (foto) e Laurie Anderson. A mostra tem a curadoria da dupla Glenn Adamson e Jane Pavitt e fica em cartaz até o dia 15 de janeiro de 2012.

Fonte: Portal Senai Design – Foto Victoria & Albert Museum

Nenhum comentário:

Postar um comentário