terça-feira, 8 de novembro de 2011

Emprego e renda: Escola móvel leva educação profissional a regiões carentes de Belo Horizonte

Resgatar a antiga e bem-sucedida prática de ensinar a arte do ofício, que, historicamente, sempre foi a melhor porta de entrada para o mercado de trabalho, o Projeto Escola Móvel Sesi/Senai começou a atender moradores de uma das regiões mais carentes de Belo Horizonte. Os moradores das vilas populares que formam o Aglomerado da Serra estão tendo a oportunidade de se formarem em uma profissão nas áreas da construção civil, informática, costura, beleza, eletricidade e hidráulica. “O que o projeto se propõe a fazer é exatamente formar mão de obra profissional básica para a inclusão imediata no mercado de trabalho e geração de renda”, afirma o presidente do Sistema Fiemg, Olavo Machado Junior.

A iniciativa está sendo aplicada desde julho passado, e já certificou pessoal de regiões carentes em cursos de pedreiro de alvenaria assistente, encanador predial assistente, eletricista predial assistente, costureiro assistente, mecânico de motos assistente, atendimento ao cliente, artesanato e meio ambiente e sustentabilidade. Essas localidades escolhidas têm baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). As aulas teóricas e práticas são ministradas em tendas de lona adaptadas, ou em centros comunitários equipados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário