sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Marcenaria: Designer brasileiro cria artesanalmente móveis de madeira


Rodrigo Calixto é um grande talento do design brasileiro. Ex-nadador do Botafogo, ele decidiu se dedicar a sua outra vocação: a marcenaria. Estudou desenho industrial na PUC-Rio e, na oficina da universidade, ele descobriu a paixão por criar belos objetos a partir da madeira. Há dez anos, o jovem abriu a Oficina Ethos, que funciona num sobrado de 1918, no centro do Rio de Janeiro.

O designer, que já morou em Rimini, na Itália, trabalha 10 horas por dia no ateliê, junto com quatro funcionários. A equipe produz artesanalmente cerca de 20 peças por mês e imprime o estilo Ethos em cada uma delas, utilizando diversos tipos de madeiras. Calixto desenvolve peças que nunca são exatamente iguais e aposta sempre no desenvolvimento de produtos diferenciados. "Faço peças para durar. Não concordo com o modelo de consumo atual. Acho que as pessoas perderam a afetividade com o consumismo excessivo", diz o artista em entrevista para o caderno Morar Bem, do jornal O Globo.




Calixto já participou de vários concursos no segmento. O banco Ágora, uma de suas criações, ganhou em 2004 o prêmio internacional do IX Salão de Design Movelsul. Já na Formóbile, que aconteceu no mesmo ano, foi a vez da mesa Tupã ser a vencedora. Além disso, Calixto já fez parcerias com artistas do mundo das artes plásticas, entre elas a mesa Ethos, com impressão digital tipo tatuagem, uma criação sua com Mateu Velasco.

Neste ano, ele criou o painel Xiloteca Brasilis – uma biblioteca com 50 cubos de madeiras diversas encaixados em uma estrutura de acrílico com o nome da espécie do material gravado. A arte é quase exclusiva: são sete unidades numeradas e assinadas. O designer ainda pretende completar o quadro quando chegarem novas madeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário