quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Inovação industrial: Senai-MS expõe produtos inovadores na Semana de Ciência e Tecnologia


Colete que se transforma em rede, vestido que pode ser utilizado de oito formas diferentes, pão de queijo feito com cenoura e coletor descartável de pó para furadeiras elétricas manuais são algumas das inovações tecnológicas desenvolvidas pelos alunos do Senai de Mato Grosso do Sul e que estão em exposição na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2011. O evento, que prossegue até sábado (22/10), no Armazém Cultural de Campo Grande, conta com a etapa estadual da Mostra de Inovação Industrial do Senai, que escolherá os três melhores trabalhos.


A moda é um dos destaques do estande do Senai de Mato Grosso do Sul – Foto Sistema Fiems
A moda é um dos destaques do estande do Senai de Mato Grosso do Sul – Foto Sistema Fiems


Segundo o diretor regional do Senai-MS, Jaime Verruck, Mato Grosso do Sul deve investir em inovação para ser um líder nessa área, principalmente, na questão ambiental. “O Senai abrirá, em 2012, três centros de inovação no estado para fomentar o conhecimento e desenvolver novas tecnologias. Temos que gerar patentes e a parceria público-privada é fundamental para se obter mais inovação e promover o conhecimento”. Para Verruck, a Semana de Ciência e Tecnologia é de extrema importância para fomentar o desenvolvimento de práticas e ideias inovadoras.

O governador André Puccinelli foi um dos visitantes do estande do Senai na exposição. Segundo o governador, a parceria público-privada é fundamental para garantir inovações tecnológicas e, desta forma, desenvolver o estado e melhorar a qualidade de vida da população. “Quem detém o conhecimento, detém o poder. Por isso, é fundamental que a Semac (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia) possa fazer esse trabalho, em parceria com entidades como o Senai e empresas privadas, para que possamos, por meio da ciência e da tecnologia, avançar em práticas que resolvam os problemas em todas as áreas."

O Senai está expondo nove produtos de inovação tecnológica. A instrutora e uma das idealizadoras do projeto do vestido multilook, Lecyane de Lima Rosa, explica que a peça foi criada para facilitar a vida da mulher, que cada vez mais utiliza roupas e acessórios práticos. “Podemos usar esta roupa de oito maneiras. Isso só é possível porque o tecido é de fácil manuseio e por meio de elásticos e zíper conseguimos criar vários modelos em uma peça de roupa só."

Outra peça que atrai muito a atenção dos visitantes é colete net vest, que, além de ser usado durante a prática de esportes, pode se transformar em uma rede. “A ideia surgiu durante uma aula de design, em que teríamos que criar um produto diferente. O desafio foi confeccionar o produto destacando os benefícios que ele poderia trazer: o colete pode ser usado de maneira a equilibrar o peso quando carregado com equipamentos de práticas esportivas, prevenindo problemas de colunas causados pelo excesso de peso”, explicou Jacira Vasconcelos de Oliveira, uma das autoras do colete.

O instrutor do Senai e idealizador do pão de queijo com cenoura, Neilson de Souza Braga, explica que “o propósito do produto é, principalmente, incluir sabor e vitaminas na merenda das crianças”. Luiz Guilherme Gonçalves da Silva, supervisor de Senai e um dos autores do coletor descartável de pó para furadeiras elétricas manuais, assegura que a proposta é facilitar a rotina das donas de casa e do trabalhador comum. “Já existe furadeiras que permitem com o pó proveniente do furo não se espalhe, porém nossa ideia era fazer com que essa tecnologia fosse acessível a todos, pois tem baixo custo." O coletor descartável é feito com papel de saco de pipoca e aba de papel reciclável, podendo ser vendido por até R$ 0,10 a unidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário