segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Pronatec: Senai-RN pretende qualificar alunos do ensino médio

Em reunião com seus diretores, gerentes, coordenadores e técnicos em educação, o diretor regional do Senai do Rio Grande do Norte, Rodrigo Diniz de Mello, informou que a meta da organização em parceria Pronatec é contabilizar neste ano 1.710 matrículas, e 5 mil em 2012. Este ano serão beneficiados alunos do ensino médio, mas em 2012 abrangerá pessoas assistidas pelos programas sociais governamentais, como o Bolsa Família, Pró-Jovem e Seguro Desemprego, entre outros. “Trata-se de mais um desafio para o Senai-RN", disse Mello.

O Programa lançado pelo governo federal e aprovado em 31 de agosto pela Câmara dos Deputados, reúne estratégias de ampliação de vagas nas redes públicas, custeio de cursos oferecidos pelo Sistema S e financiamento do ensino na rede privada. A expectativa do governo é que a medida crie 8 milhões de vagas em formação inicial e continuada nos próximos anos, incluindo ensino profissional concomitante ao ensino médio e cursos de qualificação de pelo menos 160 horas.

Segundo o diretor regional, a meta geral do Senai-RN para este ano é de 30 mil matrículas em qualificação profissional. “Em 2014, deveremos qualificar um pouco mais que o dobro disso, cerca de 65 mil pessoas”. A coordenadora do Pronatec em Natal, Simone Medeiros de Oliveira, do Senai-RN, anunciou que uma reunião nesta segunda (12/9), em Brasília, com o ministro da Educação, Fernando Haddad, e secretários de educação de todo o país, definirá a data exata do início do programa. “Nessa reunião será feito um alinhamento e tudo indica que o Pronatec deverá começar em outubro próximo”, afirmou a coordenadora.

De acordo com o Ministério da Educação, o Encontro Nacional do Pronatec desta segunda tem como objetivo de integrar os parceiros responsáveis pela atração dos estudantes e trabalhadores beneficiários e pela oferta de cursos técnicos. Cerca de cem pessoas participarão, entre os quais secretários estaduais de educação, representantes dos serviços nacionais de aprendizagem e da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Serão debatidos temas como a seleção de beneficiários, Bolsa Formação Estudante, a assistência estudantil e um possível cronograma de preparação e implementação do programa.

Pronatec no Brasil
As unidades do Senai espalhadas pelos 26 estados e no Distrito Federal estão preparadas para receber, até o final de 2012, nada menos do que 475 mil alunos do Pronatec. Caso seja aprovado pelo Senado a tempo, 80 mil vagas no Senai estarão disponíveis já em outubro, revelou, em audiência pública na Comissão de Educação da Câmara, o diretor de Operações do Senai Nacional, Gustavo Leal. “Estamos nos mobilizando desde o lançamento do Pronatec, no final de abril, para oferecer cursos ao programa ainda este ano”, declarou.

Leal garantiu que os cursos oferecidos dentro do Pronatec terão a mesma qualidade de qualquer outro do Senai. “Os nossos programas de formação profissional têm a vantagem de estarem alinhados com as necessidades do mercado, independentemente da região”, assinalou. O objetivo é atenuar um grave problema existente hoje na economia brasileira, que é a escassez de profissionais especializados. “A solução desse problema é primordial para termos uma economia de alto desempenho nos próximos anos”, destaca o presidente do Sistema Indústria e do Conselho Nacional do Senai, Robson Braga de Andrade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário