terça-feira, 13 de setembro de 2011

Pronatec: Senai e parceiros discutem sistema de matrículas do programa

Como serão feitas as matrículas dos estudantes beneficiados pelo Pronatec nos centros de formação profissional espalhados pelo país? As propostas para definir os sistemas mais adequados foram discutidas entre dirigentes do Senai, representantes do Ministério de Educação e das secretarias estaduais de educação nesta segunda (12/9), em Brasília.


Programa do governo federal, o Pronatec foi lançado pela presidenta Dilma Russeff para ampliar o quadro de profissionais qualificados e suprir a demanda das empresas. O programa, que foi aprovado na Câmara dos Deputados e está em tramitação no Senado, deve colocar pelo menos 220 mil alunos em sala de aula ainda em 2011.

“Estamos aqui para buscar uma forma de trabalhar juntos, de maneira integrada, dentro de um plano que coloque o Brasil em uma posição de destaque no cenário internacional”, disse o presidente do Sistema Indústria, Robson Braga de Andrade, na abertura do encontro, que contou com a participação do ministro da Educação, Fernando Haddad.

Andrade ressaltou que o Pronatec vai contribuir para colocar o Brasil entre as cinco primeiras economias do mundo. “O Senai está preparando cursos que realmente vão propiciar ao trabalhador ter um emprego qualificado na indústria, para contribuir com o desenvolvimento da produção”. Para isso, acrescentou ele, o Senai pretende construir cem escolas e comprar, via licitação, cem unidades móveis, que atenderão, sobretudo, as regiões Norte e Nordeste.

O ministro Haddad acredita que o projeto de lei que cria o Pronatec será sancionado pela presidenta Dilma em breve. “As linhas gerais do que será a educação profissional na próxima década estão dadas pelo texto levado ao Congresso. E eu acredito que o projeto será aprovado por unanimidade no Senado."

Enquanto os senadores avaliam o projeto, representantes do governo, do Senai, das redes federais e estaduais de educação profissional e tecnológica  e do Senac acertam os detalhes para colocar o Pronatec em prática. As propostas sobre os métodos de mobilização de alunos e de matrícula deverão ser consolidadas nas próximas semanas. Ainda neste ano, o Senai será responsável por 80 mil das mais de 200 mil matrículas programadas. As aulas para os estudantes matriculados nessas vagas iniciais devem começar entre outubro e novembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário