quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Lousa digital: tecnologia em sala de aula


O Projeto Lousa Digital de Baixo Custo, desenvolvido pelo CetecSenai de Corumbá, em Mato Grosso do Sul, é um dos trabalhos da Exposição de Educação Sesi e Senai, realizada nesta semana (30 e 31/8), na sede do Sistema Indústria, em Brasília. O projeto foi contemplado pelo Programa de Inovação com Tecnologias Educacionais (Pite), do Senai Nacional, no ano passado, e recebeu financiamento e apoio para seu desenvolvimento.

Os presidentes do Sistema Indústria, Robson Braga, e do Sistema Fiems, Sérgio Longen, e o diretor regional do Senai-MS, Jaime Verrcuk, conheceram as vantagens da Lousa apresentadas pelo supervisor de educação e tecnologia do CetecSenai Corumbá, Marcelo Alexandre Zinsly. O projeto foi idealizado em setembro do ano passado, pelo instrutor do Centro de Tecnologia Rafael Verão 
Françozo, para levar tecnologia às salas de aulas.

Zinsly explicou que a lousa foi criada em resposta ao desafio feito à Fançozo pelos alunos dos cursos de aprendizagem do Cetec. “Eles questionaram o instrutor, que, em pleno século 21, que ainda utilizava o quadro negro para ministrar a aulas”. Os principais ganhos da Lousa são interatividade, ganho de tempo, maior concentração, videoaulas e registro das aulas. Além disso, a ferramenta tem baixo custo, podendo ser utilizado em larga escala pelas unidades do Sesi e Senai e outras instituições de ensino. Ela também é de fácil transporte e não requer uma superfície especial.

2 comentários:

  1. Onde encontro esta lousa digital de baixo custo do SENAI, gostaria muito de poder conhecê-la e, quem sabe, utilizá-la nas minhas aulas.

    Édison Negreiros

    ResponderExcluir
  2. Prezado, entre em contato com o Senai do Mato Grosso do Sul:

    faleconosco@ms.senai.br

    Att,
    Roberto Almeida

    ResponderExcluir