quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Indústria da cerâmica: Mercado traça novos perfis profissionais do setor

Representantes de 11 indústrias de cerâmica e de entidades de classe do setor de sete estados estão reunidos de terça até esta quinta (13 a 15/9), em Florianópolis para discutir o perfil de saída dos profissionais formados em do Senai para o setor. O objetivo é estabelecer padrão nacional para os cursos da área, atendendo demandas da indústria.

Ed Viga, Professor Faísca, Lila Channel, Sr. Liga e Professora Higina conduzem a aprendizagem – Foto Rogério Theodorovy
Representantes de empresas levam à reunião demandas do setor – Foto Ivonei Fazzioni

O comitê técnico nacional setorial (CTNS) é formado por 35 profissionais, de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Bahia, Ceará, Piauí e Mato Grosso. Os perfis que estão sendo traçados são os de técnico em cerâmica e de qualificação de operador de processos cerâmicos.

O alinhamento com as demandas do setor industrial é um dos fatores que contribuem para a elevação do índice de empregabilidade dos egressos dos cursos do Senai-SC e que faz com que nove em cada dez alunos da organização obtenham vaga no mercado de trabalho até o término do curso ou alguns meses após a formatura. Uma das estratégias para promover este alinhamento são os CTNSs, que reúnem profissionais de empresas, de entidades representativas do setor empresarial envolvido, outras instituições acadêmicas e do próprio Senai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário