terça-feira, 6 de setembro de 2011

Excelência em metrologia: Inmetro acredita três laboratórios do Senai-SC como PEPs

Os laboratórios de metrologia do Senai de Santa Catarina instalados em Chapecó, Blumenau e Brusque, respectivamente nas áreas de alimentos, águas e efluentes e têxtil, estão entre os primeiros 12 do país acreditados pelo Inmetro como Provedores de Ensaios de Proficiência (PEPs). Os três laboratórios participaram do projeto-piloto do Inmetro para este tipo de acreditação, uma forma de garantia da qualidade por comparação interlaboratorial.

Laboratórios provedores preparam e enviam amostras
homogêneas e estáveis – Foto Vanessa Langaro
A garantia de que os resultados de ensaios realizados por um laboratório estão corretos passam pela comparação com os resultados obtidos por outros laboratórios com amostras homogêneas e estáveis. Os laboratórios provedores preparam e distribuem as análises e depois fazem a comparação estatística, avaliando o quanto os resultados obtidos pelos participantes se aproximam dos valores de consenso e dos valores obtidos pelos provedores.

O Programa de Ensaios de Proficiência foi implantado no Senai-SC em 1998, e as primeiras rodadas foram realizadas em 2002, na área de alimentos, pelo Senai de Chapecó. Em 2009, a unidade de Blumenau deu início aos serviços, na área de águas e efluentes. No ano passado, iniciaram-se as rodadas na área têxtil, coordenadas pelo Senai de Brusque. Em 2010, 215 laboratórios dos três segmentos participaram das rodadas. Entre os usuários dos serviços estão as grandes indústrias de cada setor, órgãos públicos e universidades, do Brasil e mais 11 países da América Latina.

Outras duas unidades do Senai do Rio Grande do Sul e do Ceará também foram acreditados durante o 2º Workshop de Acreditação de Produtores de Materiais de Referência e de Provedores de Ensaios de Proficiência, no início deste mês. Até então, os laboratórios catarinenses seguiam as normas ISO IEC 17043, mas não tinham um reconhecimento oficial. Com a acreditação, os resultados terão valor legal e serão reconhecidos em muitos países que mantém acordo de cooperação com o Inmetro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário