terça-feira, 20 de setembro de 2011

Construção civil: Santa Catarina terá centro de educação especializado no setor

A região oeste de Santa Catarina passará a contar com uma unidade do Senai voltada para a área de construção civil. Oficial em edificações será um dos profissionais formados pelo centro, de acordo com o Sindicato da Indústria da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste (Sinduscon) e o Sistema Fiesc, ao assinaram o convênio para a realização do curso de aprendizagem. A assinatura foi feita pelo presidente do Sistema Fiesc, Glauco José Côrte, juntamente com o presidente do Sinduscon, Lenoir Antônio Broch.

"Estamos investindo na indústria da construção civil pela importância que o setor tem tido na economia de Chapecó e do estado", afirmou o presidente do Sistema Fiesc, Glauco José Côrte. As empresas filiadas ao Sinduscon de Chapecó poderão indicar jovens aprendizes para o curso. Para o diretor regional do Senai-SC, Sérgio Roberto Arruda, o convênio ajudará a atrair pessoas interessadas em se dedicar a uma formação na área.

"As pessoas, especialmente as mais jovens, tendem a se interessar hoje por outras áreas, principalmente as de humanas", afirmou Arruda. O curso terá 30 vagas por turma e a duração de 800 horas, sendo metade no Senai e a outra em atividades práticas nas empresas. A previsão é que a formação tenha início no próximo semestre.

A unidade terá aproximadamente 220 metros quadrados de área e capacidade para atender até 90 estudantes por dia. Haverá ainda programas de qualificação profissional de pedreiros, carpinteiros, aplicador de revestimento, armador de ferragens, instalador eletricista, mestre de obras e pintor.

O Senai vai usar seu laboratório de informática para realizar cursos de CAD (desenho assistido por computador, na sigla em inglês) arquitetônico. O projeto ainda prevê uma unidade móvel, com capacidade para até 72 alunos por dia. Ela vai ser deslocada a municípios da região onde houver demanda por formação de profissionais.

A intenção do Senai-SC é iniciar as atividades de novas unidades da construção civil até o início do próximo ano. Deverão ser quatro fixas – na Grande Florianópolis, Itajaí, Chapecó e Criciúma – e outras quatro móveis. A organização já conta com centros fixos especializados na formação de profissionais para a construção civil em Balneário Camboriú e Blumenau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário