sexta-feira, 2 de setembro de 2011

ArtRio: Cidade recebe a primeira feira internacional de arte contemporânea


O Rio de Janeiro recebe a primeira edição da ArtRio – Feira Internacional de Arte Contemporânea do Rio de Janeiro. De 8 a 11 de setembro, os armazéns 2 e 3 do Píer Mauá, na capital fluminense, serão espaços de exibição de aproximadamente 80 galerias nacionais e internacionais.

O projeto idealizado pelas cariocas Elisangela Valadares e Brenda Valansi Osório, diretoras da empresa Bex Feiras e Eventos Culturais, pretende tornar a cidade um dos pólos da arte contemporânea, promovendo jovens artistas e reconhecendo a importância da arte no cenário brasileiro.

A inclusão social e a responsabilidade ambiental também fazem parte do projeto. A ArtRio enviará artistas, críticos e curadores às escolas, a fim de tornar a arte acessível para todos os públicos. Também serão utilizados no espaço móveis reciclados e materiais reutilizáveis.

O evento confirmou a presença de galerias da Austrália, Portugal, França, México, Peru, Colômbia, Espanha, Alemanha, Dinamarca, Estados Unidos e outras. Os representantes do Rio também participarão com suas obras. É o caso das galerias A Gentil Carioca, Anita Schwartz, Silvia Cintra + Box 4, HAP, Mercedez Viegas e Pinakotheke.

De São Paulo, estarão as galerias Vermelho, Mendes Wood e Marília Razuk. Também estão na lista espaços de Belo Horizonte e Recife. "Queremos inserir o Rio de Janeiro no mercado de arte internacional e desenvolver um intercâmbio cultural, tornando a ArtRio uma importante vitrine para as galerias brasileiras e de outros países", declaram as sócias.

A programação inclui visitas guiadas, espaço dedicado a publicações de arte, palestras e debates. Um dos destaques da feira será o Solo Projects, espaço especialmente construído para apresentar projetos de um time seleto de 15 artistas internacionais, com curadoria de Julieta Gonzalez e Pablo Leon de La Barra. Julieta é co-curadora de arte latino-americana da Tate Modern, em Londres, e guarda em seu currículo passagens pelo Museu Alejandro Otero, em Caracas, e Whitney Museum, em Nova Iorque. Pablo Leon é galerista, arquiteto, editor, consultor de arte e uma das figuras mais cobiçadas no mercado londrino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário