sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Ações compartilhadas: Seminário vai estreitar ações das organizações do Sistema Fiemt

Melhorar o alinhamento de ações e contribuir para a efetiva atuação sistêmica das organizações que compõem o Sistema Fiemt – Fiemt, Senai, Sesi e IEL. Essa é a proposta do diretor regional do Senai de Mato Grosso, Gilberto Gomes de Figueiredo, para a realização do 1º Seminário de Ações Compartilhadas do Sistema Fiemt. A ideia surgiu durante o 12º Seminário de Ações Estratégicas do Senai-MT, quando gestores e coordenadores de gestão compartilhada participaram do evento e divulgaram resultados e revelaram as dificuldades que os setores têm para atender ao crescente volume de demandas de trabalhos vindos do Senai-MT.

Gestores e coordenadores de gestão compartilhada participaram do evento – Foto Senai-MT
Gestores e coordenadores de gestão compartilhada participaram do evento – Foto Senai-MT

Anualmente, o Senai-MT realiza seu planejamento estratégico. Neste ano, porém, o trabalho sofreu mudanças para atender o Sistema de Avaliação por Resultado, estipulado em maio do ano passado pelo Senai Nacional. O sistema busca melhorar o monitoramento dos resultados obtidos pelas unidades operacionais de todo o país. Em contrapartida, o Senai-MT lançou a Regra de Desempenho Pantaneira, que estipulou mais de 50 indicadores de desempenho.

"O Senai-MT integra o Sistema Fiemt e nossa performance está diretamente ligada à atuação da área meio, ou seja, das gerências e coordenações que compõem a Unidade Corporativa Gestão Compartilhada. Em função disso, é extremamente necessário que nosso planejamento estratégico esteja alinhado ao trabalho destes setores para que possamos cumprir nossas metas em educação profissional e em serviços técnicos e tecnológicos e, desta forma, melhor atender às demandas de qualificação de trabalhadores e de gestão empresarial, ambas originadas do setor industrial", explica Figueiredo.

A proposta de realização do 1º Seminário de Ações Compartilhadas agradou aos gestores e coordenadores de gestão compartilhada. "Esta ação será extremamente importante porque precisamos homogeneizar os procedimentos de diferentes áreas, visando à melhoria no encaminhamento das ações e o alinhamento das informações entre as organizações demandantes e as que operacionalizam as ações sistêmicas", destaca o gerente administrativo da Gestão Compartilhada, Ronaldo Ibarra Papa. É o que pensa também a gerente financeira em exercício, Delci Nassif.

"Será excelente, pois irá aproximar mais as organizações de forma que elas poderão entender melhor o funcionamento e a execução das atividades na Gestão Compartilhada e vice-versa. Esse alinhamento também será importante para melhorar o impacto provocado pela rotatividade de pessoal, uma vez que a disseminação de serviços e informações facilitará o atendimento às demandas."

Nenhum comentário:

Postar um comentário