sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Logística portuária: Capacitação de pessoas é a base para reposicionamento da Braskarne


A qualificação dos trabalhadores tem sido o insumo fundamental para o sucesso do reposicionamento de mercado do terminal portuário da Braskarne, em Itajaí, Santa Catarina. Especializado em cargas frigorificadas, congeladas em câmera frigorífica, o terminal percebeu que, para sobreviver, precisava ampliar o escopo de atividades. A virada começou há dois anos, mas a grande dificuldade foi a especialização das pessoas no antigo negócio. Hoje, além dos produtos congelados, o terminal armazena uma diversidade de mercadorias de carga seca, incluindo automóveis, lanchas, brinquedos e roupa.

A solução veio com o programa Navegando pelo negócio Braskarne, desenvolvido em parceria com o Senai de Itajaí graças ao programa da organização especializado em logística. Trata-se de um conjunto de cursos de qualificação e aperfeiçoamento, desenvolvido desde o final de 2010 e que vai treinar 420 profissionais da empresa em um ano. As áreas são comunicação, informática, matemática, conferente, vistoriador de contêiner, peação e despeação (a forma como a carga é embarcada e desembarcada) e ferramentas da qualidade. São programas intensivos, de 20 horas, com 14 turmas.

Braskarne ampliou escopo de serviços – Foto Braskarne
Braskarne ampliou escopo de serviços – Foto Braskarne

Para a coordenadora de recursos humanos da Braskarne, Jussara Antonievicz, o programa tem se mostrado essencial para a sobrevivência do negócio. "As pessoas estão respondendo muito bem ao treinamento. Melhorou na hora de fazer um e-mail, de calcular onde colocar uma carga dentro do armazém. Estamos vendo um resultando muito interessante para o nosso negócio".

Jussara observa que o modelo de treinamento também é determinante para o sucesso. "Os cursos foram planejados em conjunto, para atender às necessidades específicas da empresa." Além disso, ela ressalta, os professores "são muito qualificados e trazem o treinamento para a realidade da empresa; os casos que acontece são trabalhados em sala".

Positivo para a empresa, o programa revela-se importante também para os funcionários. "Observamos o desenvolvimento de cada indivíduo, como profissional e como ser humano. É importante para o negócio e para as pessoas". Especialista em gestão de pessoas, Jussara afirma que a qualificação é o caminho para que as empresas alcancem melhores padrões de competitividade.

Coordenado pelo Senai de Itajaí e desenvolvido em parceria com o Instituto de Fluxos de Materiais da Sociedade Fraunhofer da Alemanha, o programa de logística consiste em um conjunto de serviços, de consultoria e educação profissional, que permitem melhorias no processo produtivo, com o aumento da produtividade e da competitividade. São buscadas soluções que atendem necessidades específicas de cada empresa. Entre os trabalhos já desenvolvidos, estão o mapeamento de todos os processos de um centro de distribuição, que resultou no layout final das operações, ou programas de treinamento, como este desenvolvido na Braskarne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário