quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Inovação industrial: Nova Embrapii beneficiará pequenas e médias empresas com o apoio do Senai

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, e o presidente do Sistema Indústria, Robson Braga de Andrade, assinaram nesta quarta (3/8), acordo que prevê a instalação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Com gestão privada, o novo empreendimento fará parcerias e credenciará instituições de pesquisa e tecnologia. Esses centros ajudarão no desenvolvimento de projetos inovadores.


                                         Mercadante e Andrade assinam acordo pela Embrapii – Foto Miguel Ângelo

O memorando de entendimento estabelece a formação de um grupo de trabalho que definirá o projeto-piloto da Embrapii. A princípio, a nova empresa firmará parceria com o Senai Cimatec, da Bahia, o Instituto de Pesquisa Tecnológica (IPT) e o Instituto Nacional de Tecnologia (INT). A proposta é ampliar essa rede para 30 instituições.

Os recursos da Embrapii serão formados por aportes do governo, dos centros de pesquisa e das empresas. “Vamos expandir o sistema de inovação e atender principalmente as pequenas e médias empresas”, disse Mercadante, ao anunciar a criação da Embrapii, na abertura no 4º Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria, realizado pelo Sistema Indústria no Centro de Convenções do Sheraton WTC, em São Paulo. Conforme Mercadante, a nova empresa funcionará nos moldes do Instituto Fraunhofer, da Alemanha, que mantém parcerias com mais de 60 instituições de pesquisa tecnológica, formando uma das maiores redes de inovação do mundo. Um terço dos recursos do Fraunhofer vem das empresas e o restante do governo. A Embrapii será parceira do instituto alemão.

No encontro de São Paulo, Mercadante também informou que o nome da pasta que ele comanda passa a ser Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Segundo o ministro, essa decisão foi tomada na terça (2/8) pela presidenta Dilma Rousseff.

De acordo com o presidente do Sistema Indústria, a criação da Embrapii é resultado do diálogo entre a indústria e o governo, fortalecido com a implementação da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), movimento coordenado pelo Sistema que pretende colocar a inovação no centro da estratégia das empresas. Na abertura do Congresso, Robson Andrade lembrou que a indústria é o setor da economia brasileira que mais precisa de inovação para continuar crescendo e enfrentar a crescente concorrência nos mercados interno e externo. “Não há outro caminho para a indústria senão inovar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário