quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Inovação e competitividade: Metrologia fortalece relação de confiança entre clientes e empresas


Café muito quente e plástico muito fino é a receita certa para que as pessoas usem dois copinhos ao se servirem – e a economia obtida pelo departamento de compras da empresa se transforma em custo adicional. Um móvel novinho, mas danificado no transporte. Uma roupa que perde a cor mesmo que a dona de casa a lave de acordo com as recomendações da etiqueta. Problemas desse gênero, que geram insatisfação entre os clientes e prejuízos para fabricantes e vendedores, são solucionados ou minimizados pelos serviços de metrologia, que identificam se os produtos seguem as normas técnicas, a legislação ou mesmo o que é anunciado.

"A metrologia reforça a relação de confiança entre consumidor e fabricante", afirma Áurea Stela Werncke, gerente técnica do Laboratório de Desenvolvimento e Caracterização de Materiais (LCDM) do Senai, em Criciúma, em Santa Catarina, que presta serviços para a cadeia da construção civil e na área de polímeros. O consumidor não precisa exatamente saber que a empresa realiza os ensaios metrológicos; basta que perceba, no seu cotidiano, que o produto atende as especificações técnicas e as funcionalidades esperadas.

A importância da metrologia para a competitividade industrial será debatida nesta quarta (17/8), no 4º Encontro Nacional de Metrologia do Senai para Inovação e Competitividade da Indústria, evento que abre a 2ª Semana Internacional de Inovação e Competitividade, em Florianópolis. O encontro privilegiará a atualização técnica e tecnológica, o intercâmbio entre instituições atuantes na área e sensibilização dos participantes quanto à importância da metrologia para o desenvolvimento do país. São esperados 400 participantes, entre eles empresários e profissionais do Senai de todo o Brasil. Na quinta (18/8), serão realizados o Encontro dos Laboratoristas do Senai e o 6º Encontro de Consultores do Senai-SC.

O Senai possui a maior rede privada de laboratórios metrológicos da América Latina, com mais de 200 unidades em todo o país, sendo 13 em Santa Catarina. O LDCM realiza mais de mil ensaios por mês, e atende cerca de 500 clientes fixos, que incluem indústrias, lojas e consumidores finais. Na área de polímeros, por exemplo, são analisados produtos como tubos e conexões em PVC e outros materiais plásticos, como os copos. Algumas empresas exigem ensaios comprovando condições técnicas mínimas para a qualidade dos copos.

Cada setor econômico apresenta especificidades quanto às normas. Enquanto na área de alimentos as regras enfatizam a saúde do consumidor, no setor moveleiro, as exigências realçam aspectos logísticos. Os importadores nos Estados Unidos e Europa, por exemplo, exigem que os móveis embalados sigam as normas do setor de transporte de seus países. Se os produtos não estiverem adequados, o custo operacional inviabiliza o comércio.

A rede Senai é composta por laboratórios, tanto de calibração quanto de ensaios, acreditados pelo Inmetro e os Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Trabalho e Emprego (MTE), além da Anvisa. “Este reconhecimento formal do governo permite que as empresas busquem, no Senai, a certificação de produtos e processos industriais, com selo de garantia e confiabilidade”, explica o analista Emerson Jeronimo, da Gerência de Certificação de Sistemas e Produtos do Senai Nacional.

Conheça a programação:
  • 9h - 9h40 - Abertura
  • 9h40 - 10h25 - Metrologia e Inovação para Aumento da Competitividade da Indústria - Marcos Aurélio de Oliveira;
  • 10h50 - 11h35 - O Uso e a Importância da Microbiologia Preditiva no Estudo da Vida de Prateleira dos Produtos Alimentícios - Pilar Rodriguez de Massaguer;
  • 11h35 - 12h30 - Estabelecer a base para a inovação por meio da ciência da medição, serviços e parcerias industriais - Barbara Goldstein;
  • 14h00 - 15h00 - A Construção Civil e o PBQP-h em Santa Catarina - Tito Alfredo Schmitt;
  • 15h00 - 16h00 - O Sistema Norte-americano de Normas e Avaliação da Conformidade, a Lei 11-353 e as suas Implicações e Oportunidades para a Indústria Brasileira - Lane Hallenbeck;
  • 16h30 - 17h30 - Metrologia, Inovação e Competitividade na Embraer - Alexandre Braz Negroni;
  • 17h30 - 18h00 – Encerramento.
As inscrições para o encontro podem ser realizadas no www.semanadainovacao.com.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário