sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Competitividade industrial: Sistema Indústria ampliará acesso a cursos profissionalizantes e ações em consultoria tecnológica


A ampliação da oferta de matrículas em educação profissional, de consultoria e de serviços tecnológicos e de ações de incentivo à inovação são iniciativas que o Senai adotará em todo o país para aumentar a competitividade da indústria. A notícia foi dada pelo diretor de Operações do Senai Nacional, Gustavo Leal Sales Filho, na abertura 2ª Semana Internacional de Inovação e Competitividade, nesta semana, em Florianópolis.


O estímulo à competitividade é uma das prioridades do Sistema. No mesmo encontro, o presidente do Sistema Fiec, Glauco José Côrte, reforçou a disposição da organização que dirige em participar do movimento. "A agenda da competitividade é um dos desafios que o Brasil precisa enfrentar. Existem ações que cabem aos governos, mas a iniciativa privada tem papel determinante na promoção da competitividade."

O Senai de Santa Catarina participará deste esforço nacional da organização. "De 2000 a 2008, a produtividade brasileira cresceu 0,9%, enquanto na Coreia do Sul esse crescimento foi de 7,4%; na China, de 5,2%, e nos Estados Unidos, de 4,6%", explica o diretor regional do Senai-SC, Sérgio Roberto Arruda. O Senai-SC presta consultorias e mantém uma rede de 13 laboratórios de metrologia, nove deles acreditados pelo Inmetro e dois credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Em 2010, esses laboratórios realizaram mais de 170 mil ensaios, atendendo 1,6 mil indústrias do Brasil e de outros dez países da América Latina. No total, a rede Senai é composta por 200 laboratórios metrológicos, sendo a maior rede privada de serviços metrológicos da América Latina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário