terça-feira, 2 de agosto de 2011

Ações móveis e comunitárias: Barco-escola leva educação a comunidades do Amazonas com o apoio da Schneider

Instrutores e marinheiros do barco-escola Samaúma do Senai do Amazonas receberam na semana passada (28 e 29/7), no município de Borba, a visita da presidente da Schneider Electric no Brasil, Tânia Cosentino, e sua comitiva de assessores das áreas de sustentabilidade e comunicação.

A equipe da Escola Senai de Ações Móveis e Comunitárias apresentou o trabalho da unidade fluvial no município, localizado a 221 quilômetros de Manaus. Desde março passado, a Schneider é parceira na disseminação do conhecimento profissional em eletricidade e pretende formar 360 novos instaladores elétricos neste ano.

O Samaúma vai qualificar cerca de 500 novos profissional em Borba – Fotos ACS Sistema Fieam
O Samaúma vai qualificar cerca de 500 novos profissionais em Borba

No Amazonas, Tânia cumpriu agenda de reuniões com o diretor do Senai, representantes da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e do governo estadual. Entre os assuntos, a parceria BIP POB, firmada com Senai Nacional e seus Regionais.

“É empolgante ver de perto como a Schneider pode ajudar as populações distantes da capital, diminuindo a distância do acesso à formação técnica. A nossa empresa tem a satisfação de juntar-se à ação do Samaúma, levando o conhecimento a esses cidadãos e permitindo que avancem como profissionais em diversos segmentos”, destacou Tânia. O convênio viabiliza a inserção de jovens carentes no mercado de trabalho e qualificar profissionais comprometidos com a distribuição da energia segura e mais econômica.

A nova profissão vai mudar a vida da família de Asnaldino
A nova profissão vai mudar a vida da família de Asnaldino
Para o vigia Asnaldino Souza, de 44 anos, a oportunidade de aprender uma nova profissão fará diferença na renda da familiar. Com a casa em reforma, o vigia planeja refazer parte da fiação elétrica, pois já observou que não está adequada aos padrões de segurança.

“Aprendemos no curso a fazer instalações e reparos no sistema elétrico, sem esquecer os cuidados com a segurança do trabalhador e do seu cliente. O bom profissional atende bem se fizer um serviço dentro das normas e com o produto certo”, explicou Asnaldino.


Para melhorar ainda mais a qualidade de vida da família, Asnaldino incentivou o filho João Duarte, de 18 anos, a participar do curso de instalador elétrico. O Samaúma promove outros 15 cursos nos setores de alimentos, construção civil, marcenaria, mecânica, informática, confecção do vestuário, empreendedorismo e outros.

A programação em Borba é desenvolvida por oito instrutores do Senai-AM, responsáveis de ministrar 22 turmas em cursos embarcados e desembarcados. Segundo o coordenador do barco-escola, Ednilson Santiago, a organização planeja atender entre 450 a 500 alunos em Borba. Para levar novas perspectivas às comunidades que vivem às margens dos rios da Amazônia, o Samaúma também conta com as parcerias da Petrobras e da Amanco.
Fotos Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fieam

Nenhum comentário:

Postar um comentário