segunda-feira, 11 de julho de 2011

TV digital: Jovens desenvolverão aplicativos para a Copa do Mundo e as Olimpíadas

Ranieri, entre Leonardo e Vitor – Foto Patrícia Teodoro
Ranieri, entre Leonardo e Vitor – Foto Patrícia Teodoro
Leonardo Waterkemper e Vitor Freitas Santos, alunos do Senai de Tubarão, em Santa Catarina, são dois dos 25 jovens talentos em tecnologia de todo o país selecionados para participar da segunda edição do Programa Ginga Brasil. Eles passarão por qualificação no Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD) e nas ferramentas utilizadas para seu desenvolvimento. A capacitação ocorrerá desta quinta até quarta (14 a 20/7), no laboratório Telemídia, da PUC-Rio.


Depois, os dois vão disseminar o conhecimento e criar junto com outros colegas de escola uma equipe para desenvolver aplicativos digitais interativos para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Os alunos vão saber mais sobre o middleware (software interno) Ginga, programa que permite a interatividade na TV digital, e linguagem de programação NCL, eleita como o padrão mundial para a produção de aplicativos interativos pela União Internacional de Telecomunicações (ITU). Segundo o docente do Senai Ranieri dos Santos, que incentivou a participação de Leonardo e Vitor, outros países que adotaram o Ginga depois do Brasil já possuem um sistema de TV digital mais avançado que o brasileiro. "Por isso, iniciativas como essa ajudam a impulsionar o desenvolvimento dessa tecnologia no país", afirma Santos.

Além de cursarem o Senai, os alunos também estudam em escolas públicas, condição para participar do Programa Ginga. Leonardo, de 17 anos, aluno do curso de aprendizagem de Programador de Computador, vê muitas oportunidades profissionais na área. "A TV digital é uma tecnologia nova, com linguagem pouco usada, e que ainda está muito centralizada no Rio de Janeiro e em São Paulo. Poder aprender sobre ela e disseminar para o resto do país será muito importante", explica o jovem. Vitor, também de 17 anos, vê no curso uma oportunidade de entrar em uma área que está em crescimento, já que ele pretende continuar sua formação para atuar com essa tecnologia. "É uma área do futuro", acentua o aluno do curso técnico de Informática para Internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário