quinta-feira, 7 de julho de 2011

Design de móveis: Tendências para o mobiliário 2012 chegam aos empresários do Distrito Federal

O Senai do Distrito Federal apresenta nesta sexta-feira (8/7) a publicação Desejos & Rupturas – referenciais do mobiliário, um dos produtos do programa Senai de gestão do design. O evento ocorrerá na Livraria Cultura, no Casa Park Shopping, a partir das 19h30. A publicação foi concebida graças ao trabalho de especialistas do Senai do Acre, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O supervisor técnico de design do Senai-DF, Paulo Mendes, vai falar sobre a pesquisa etnográfica e alguns resultados; além de tópicos do design moveleiro e das macrotendências do mobiliário para 2012. Produtos e serviços do Senai-DF também serão apresentados.

Já lançado em outros polos moveleiros, o caderno contém fotos e ilustrações, que trazem uma realidade inesperada e oportunidades de rupturas do posicionamento do móvel no mercado, pelos seus valores objetivos e subjetivos e desejáveis de consumo. De acordo com a publicação, “o novo modelo promove um movimento capaz de agregar habilidades e conhecimentos metodológicos e científicos que levaram a uma investigação preliminar em 68 residências de dez estados. Foram geradas quase 6 mil fotos de ambientes externos, ambientes construídos e interiores das residências pesquisadas”.

O objetivo do projeto é gerar reflexões que promovam significativas mudanças de inovação e desenvolvimento do setor moveleiro. Referencial para a pesquisa do designer, o caderno procura colaborar na geração de novas soluções de produtos e serviços que elevem a competitividade da cadeia produtiva da indústria do mobiliário do país. “A edição atual inaugura um novo ciclo da publicação, com características de um livro atemporal e de consulta para a pesquisa. Sem deixar de ser um referencial para inspiração, vai além, dando exemplo de modelo de pesquisa e metodologia de trabalho que auxiliam aos desenvolvedores na busca por um diferencial competitivo”, ressalta Paulo Mendes, citando passagens do caderno.

Segundo o supervisor, a compatibilização dos dados obtidos na pesquisa etnográfica permitiu um olhar qualitativo capaz de promover uma leitura das regionalidades e seus universos de contrastes. “Existe uma leitura da brasilidade com seu universo de semelhanças no jeito de viver e morar neste País. Importante com isso é saber como se apresenta o mercado de móveis no Brasil, como vivem em seus espaços e de que maneira elas percebem o produto móvel e o que desejam."

Para o presidente do Sindicato da Madeira e do Mobiliário do DF, José Maria de Jesus, a coletânea é fruto de criteriosa pesquisa e trará novas tendências de materiais para o setor. “São diretrizes muito importantes no que se refere a questões de decoração e arquitetura. Essa publicação vai ditar moda e direcionar designers e uma ajuda às empresas para o lançamento de seus produtos."

Nenhum comentário:

Postar um comentário