sexta-feira, 1 de julho de 2011

Aprendizes terão formação técnica no Distrito Federal

Para atender às novas demandas de formação profissional, alinhadas às mudanças decorrentes do avanço tecnológico, o Senai do Distrito Federal vai promover no próximo semestre cursos técnicos para os participantes do programa Jovem Aprendiz. São treinamentos diversificados, oferecidos às empresas de acordo com as competências requeridas pelo mundo do trabalho para seus futuros profissionais. Inicialmente serão dois cursos técnicos: Redes de Computadores, com 20 vagas, no Senai de Brasília; e Segurança do Trabalho, com 25 vagas, na unidade de Taguatinga.

“Os cursos técnicos sempre foram muito valorizados por nós, uma maneira muito eficiente de formar profissionais. Eu mesmo comecei como torneiro mecânico”, destaca o diretor de Educação Profissional do Senai-DF, Romerito Carneiro (foto). Para ele, os cursos formam meninos e meninas de 14 a 24 anos, sem vícios de trabalho. “Nossos jovens não se formarão aprendizes para suprir cotas, mas para agregar bons profissionais ao mercado de trabalho do DF”, assegura Carneiro.


As provas são realizadas em unidade móvel da empresa – Foito Divulgação

Por determinação da Lei 10.097/2000, regulamentada pelo Decreto nº 5.598/2005, fica definido que estabelecimentos são obrigados a empregar e matricular nos cursos dos Senai número de aprendizes equivalente a 5%, no mínimo, e 15%, no máximo, dos trabalhadores existentes em cada estabelecimento, cujas funções demandem formação profissional.

A relação entre aprendiz e empresa determina a assinatura de um contrato de aprendizagem, onde a empresa se compromete a pagar um salário mínimo/hora, além de vale transporte e férias para os aprendizes. As aulas começarão ser ministradas a partir de 1º de agosto, para ambos os cursos. Após essa experiência-piloto, o Senai-DF deve abrir no próximo ano cursos em outras áreas industriais.
Foto Cristiano Costa/Fibra-Unicom

Nenhum comentário:

Postar um comentário