sexta-feira, 3 de junho de 2011

Olimpíada do Conhecimento 2012: Especialistas debatem critérios de julgamento das provas da etapa catarinense

Os avaliadores-líderes das 30 ocupações da etapa de Santa Catarina da Olimpíada do Conhecimento 2012 estão reunidos em Florianópolis para discutir os critérios de julgamento da competição. A seletiva catarinense deverá reunir mais de 120 estudantes do Senai-SC, que vão disputar as medalhas e a habilitação para a disputa da vaga para a fase nacional da maior competição de Educação profissional e tecnológica das Américas.

Esta fase será realizada de 19 a 21 de outubro, durante o programa Senai Casa Aberta, com as provas distribuídas em várias cidades do Estado. Esse programa abre as portas das unidades da organização à visitação pública, com a promoção de várias atividades de divulgação dos cursos e dos serviços técnicos e tecnológicos do Senai.

Uma das mudanças do regulamento para seletiva da Olimpíada será a habilitação dos dois primeiros colocados, desde que o segundo fique a até 10 pontos percentuais do campeão, para a disputa da vaga na equipe catarinense que disputará a fase final da competição, em novembro de 2012, em São Paulo. A intenção é que os candidatos continuem se aprimorando para assegurar a participação na fase seguinte.

Além de superar o concorrente direto, os competidores terão que alcançar durante as provas índice que garantirão a continuidade dos treinamentos mesmo nos casos em que o segundo colocado não consiga a habilitação. No encontro dos avaliadores está sendo consolidada uma série de requisitos das provas. Entre as definições estão o nível de dificuldade, buscando uma uniformização em todas as modalidades e alinhamento com a etapa nacional, critérios de avaliação, propostas de provas e direcionamentos gerais quanto à avaliação dos competidores.

Reconhecida internacionalmente como o maior evento do gênero das Américas, a Olimpíada do Conhecimento reúne alunos competidores do Senai e do Senac, além de instrutores, técnicos, avaliadores e experts de cursos profissionalizantes realizados em todo o país.

Na prática, o evento é o momento principal de um processo iniciado nos ambientes educacionais das duas organizações e cuja base é o estímulo permanente à valorização do profissional qualificado. É uma afirmação clara do compromisso que o sistema tem em obter cada vez mais melhores padrões de desempenho no processo de formação dos recursos humanos do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário