segunda-feira, 20 de junho de 2011

Logística e competitividade: Rede de centros especializados leva soluções às indústrias

A logística é um dos grandes diferenciais para quem quer produzir melhor e vender mais. Qualidade, pontualidade, economia e lucratividade são preocupações das indústrias. A resposta pode estar naRede Senai de Logística, com unidades na Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Elas que podem apresentar soluções que agregam inteligência competitiva em cada tipo de atividade industrial, em todo o país.

Exemplo vem de Mato Grosso do Sul. Funcionando desde setembro do ano passado, o Centro de Operações Logísticas da FatecSenai Campo Grande, ministras cursos técnicos em logística e cursos de aperfeiçoamento estruturados para atender as indústrias, além dos serviços técnicos e tecnológicos, nos quais se enquadram as consultorias. Até maio passado, oito indústrias buscaram esses serviços.

Por conta da demanda por profissionais qualificados no setor, o curso técnico em logística da FatecSenai, com dois anos de duração, desperta interesse dos que buscam colocação no mercado ou já trabalham mas querem ampliar os conhecimentos. Para o economista Paulo Maciel de Lima Júnior, aluno do curso, a área é promissora. "Procurei uma pós-graduação em logística, pois entendo que esta é a profissão do futuro. Não encontrei e quando soube do curso do Senai resolvi fazer. Estou satisfeito, porque o curso é bem completo e oferece uma visão ampla do que é a logística, quebrando o paradigma de que trata-se apenas de transporte”, disse.

Fábio Henrique da Costa de Souza, também aluno do curso, compartilha da mesma opinião do colega e destaca a necessidade das empresas por profissionais qualificados nessa área. “Eu sou formado em engenharia de produção e para mim esse curso funciona como uma especialização. Temos bons professores e equipe técnica, sem contar a biblioteca com livros atualizados”.  

Na outra ponta, industriais também buscam treinar os trabalhadores. O Centro de Logísticas oferece programas de aperfeiçoamento, estruturados de acordo com a necessidade da empresa. “Está em andamento o curso de Gestão de Processos de Armazenagem feito sob demanda de uma indústria de Campo Grande", explica o gerente da FatecSenai Campo Grande, Artur Quintella.

Outra questão é que algumas práticas desenvolvidas nas empresas elevam custos e podem diminuir a competitividade das indústrias. Segundo o instrutor da área de logística da FatecSenai, Rodolfo Marocchio, um ponto comum em muitas empresas é a má utilização de materiais e aumento do tempo de produção.

“No trabalho de consultoria identificamos esses problemas e aplicamos conceitos de produção mais enxuta, melhorando o uso da matéria-prima e reduzindo o tempo de produção, otimizando o fluxo de material e a movimentação do pessoal”, explica Marocchio. Essas questões são levantadas em um primeiro diagnóstico, cujo período de conclusão é aproximadamente de 30 horas.

Para o presidente do Sistema Fiems, Sérgio Longen, a unidade leva às enxergarem a logística como uma questão de investimentos de significativa importância, pois essa área pode ser considerada oportunidade de aumento de produtividade. “O Centro do Senai é um marco, pois une oferta de novas tecnologias à modernização dos processos produtivos." A FatecSenai conta  informações e equipamentos fornecidos pelo Instituto Fraunhofer, da Alemanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário