quarta-feira, 15 de junho de 2011

Inclusão social e profissional: Alunos beneficiam comunidades carentes durante as aulas práticas

Apenas em 2010, o Senai registrou mais de 2 milhões de matrículas em todo o país. Seus cursos formam os profissionais necessários ao desenvolvimento de 28 setores e áreas industriais. São jovens aprendizes e pessoas em busca de qualificação para o primeiro emprego ou especialização profissional. Uma das iniciativas adotadas em programas de formação é ministrar aulas práticas do que se aprende em sala para desenvolver a responsabilidade social.

As aulas teóricas e práticas foram ministradas em ambientes educacionais específicos - Foto Senai-AM
Alunos (camiseta branca) e pessoas da comunidade atendidas com o treinamento de cabeleireiros - Foto Senai-PI

No Piauí, o Senai de Parnaíba ministra cursos gratuitos no Centro Comunitário de Aprendizagem Joaz Souza. Um dos mais procurados é o de cabeleireiro, que forma 30 alunos por turma. Recentemente dois grupos concluíram o curso atendendo mais de 200 pessoas nas comunidades de Campos Verdes e da Lagoa da Prata, na periferia da cidade.

A aluna Maria de Fátima participou da atividade. "Além de praticar o que aprendemos na teoria, prestamos uma serviço à comunidade que não tem acesso a um tratamento de beleza no seu cotidiano. Fiquei muito feliz em fazer parte desse projeto itinerante."

No Sul do país, uma turma de 29 alunos do município de São Cristóvão do Sul, na Serra catarinense, recebeu na terça (14/6), na Câmara de Vereadores, os diplomas de Eletricista de Instalações Prediais e de Marceneiro. Realizados gratuitamente e a partir de parceria da prefeitura do município com o Senai de Curitibanos, os cursos levaram os estudantes a exercerem o que aprenderam em favor da comunidade.

As aulas teóricas e práticas foram ministradas em ambientes educacionais específicos - Foto Senai-AM
Em Santa Catarina, alunos praticaram em casas de famílias carentes – Foto Senai de Curitibanos

Os novos eletricistas, cujas idades variam dos 14 aos 18 anos, fizeram a instalação elétrica nas residências de famílias financeiramente desfavorecidas, com a orientação e supervisão de instrutores. Os alunos que participaram do curso de Marcenaria deram sua contribuição produzindo balcões para banheiros, que serão doados a moradores do município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário