segunda-feira, 20 de junho de 2011

Eleições em Santa Catarina: Nova diretoria do Sistema Fiesc toma posse em agosto

O industrial Glauco José Côrte é o próximo presidente do Sistema Fiesc. Sua diretoria toma posse em 12 de agosto. Na eleição realizada na sexta (17/6), a chapa única liderada pelo empresário foi eleita com aprovação de 96,2% (126 votos) dos 131 sindicatos de indústria habilitados a votar. O primeiro vice-presidente será Mario Cezar de Aguiar, de Joinville, que terá ao lado no comando da organização os empresários Edvaldo Angelo, que será o diretor primeiro secretário, Cid Erwin Lang, diretor segundo secretário, Cesar Murilo Barbi, diretor primeiro tesoureiro, e Carlos Toniolo, diretor segundo tesoureiro.

Mário Aguiar, Glauco Côrte e Alcantaro Côrrea – Foto Fermando Willadino
 Mário Aguiar, Glauco Côrte e Alcantaro Côrrea – Foto Fernando Willadino


O presidente do sistema, Alcantaro Corrêa, destaca a expressiva aprovação da chapa. "A próxima gestão começa muito bem com essa representativa votação, que dá indiscutível respaldo ao trabalho que será realizado sob a liderança de Côrte. Este é um inequívoco sinal da unidade da indústria do estado", disse Corrêa. "Nos próximos anos estaremos cada vez mais presentes no interior do estado, intensificado ainda mais o contato com nossos sindicatos e indústrias", disse Côrte, assegurando que "competitividade, educação e inovação serão as palavras-chave do Sistema Fiesc".

O mote central será a competitividade da indústria catarinense como forma de estimular o crescimento sustentado de Santa Catarina. Para isso, destacou Côrte, a atuação se dará em dois eixos centrais: forte atuação do Sesi, do Senai e do IEL nas áreas da Educação (profissional e básica) e inovação, e o ambiente onde está inserida a indústria. Segundo ele, essa questão afeta a capacidade das empresas de competir numa economia cada vez mais concorrida. "Vamos enfrenta ineficiências sistêmicas, como a falta de infraestrutura e o sistema tributário, além de defesa contundente de maiores investimentos públicos em Educação e inovação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário