quarta-feira, 29 de junho de 2011

Ciência e tecnologia: Brasil é o destaque na América Latina, diz presidente do BID

“Esta é a década da América Latina e por isso é importante fazer investimentos em ciência, tecnologia e infraestrutura. Sem dúvida, neste cenário, o Brasil é o país que mais brilha”. O destaque é do presidente do BID, Luiz Alberto Moreno, que assinou na terça-feira (28/6) com o Sistema Indústria, em Brasília, acordos de apoio a pequenas e médias empresas. Segundo ele, a América Latina vive um momento excepcional, que deve ser aproveitado para ampliar o desenvolvimento. O presidente do Sistema, Robson Braga de Andrade, está otimista quanto ao sucesso dos acordos e acreditar em novas ações com o BID. “O Banco pode ser um grande parceiro da indústria para aumentar a geração de emprego e a qualidade de vida dos trabalhadores.”

Um dos acordos beneficiará inicialmente 120 pequenas e médias empresas de Pernambuco, Ceará e Paraíba, com diagnóstico que permitirá eliminar as dificuldades na obtenção de crédito. Trata-se do programa Finpyme, executado pelo BID em outros países pela sua subsidiária Corporação Interamericana de Investimentos (CII).

Outro acordo firmado por Moreno e Andrade determina que o Sesi e o Fundo Multilateral de Investimento, vinculado ao BID, investirão US$ 4 milhões em programas de melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores de pequenas e microempresas. Serão beneficiadas 360 empreendimentos do Distrito Federal, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Roraima e Ceará.

Moreno e Andrade assinaram ainda memorando prevendo, entre outras medidas, estímulo à transferência de tecnologia em qualificação profissional do Senai a países da América Latina, modernização dos centros tecnológicos do Senai e compra de tecnologias avançadas em educação pelo Sesi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário