quinta-feira, 16 de junho de 2011

Cadeiras pop em versão luxo: Designers capricham no visual dos modelos de plástico

A reprodutibilidade fácil das cadeiras de plásticos permitiu que elas ganhassem espaço ao redor de todo o globo. Nas ruas ou dentro das casas, em função também do baixo custo e de grande funcionalidade, passaram a dominar os ambientes provocando a aversão de alguns, ao mesmo tempo em que preenchem a necessidade de outros. Para mostrar que boas versões são possíveis, dois bons exemplos, sendo um deles da recente edição do Salão do Móvel de Milão.

Participante da exposição Nouvelle Vague, que ocorre dentro do Salão de Milão, a cadeira do estúdio francês Pool tem nome sombrio e desenho pop. Souviens toi que tu vas mourir é traduzida como "lembre-se de que você morrerá" e sinaliza essa ideia com abertura em formato de caveira no fundo do assento. Ela não difere tecnicamente de outras semelhantes, mas o resultado situa o produto em outro patamar.

A Plastic Classic (foto), da designer taiwanesa Pili Wu, combina diferentes referências vindas do mobiliário popular e das cadeiras aristocráticas chinesas. Pili concebeu um híbrido no qual o assento remete ao popular e o encosto e braçadeiras, à mobília nobre. A combinação, conforme a designer retrata um pouco da realidade cultural do Taiwan, onde os bancos e cadeiras de plástico tomaram conta das ruas e localidades comerciais.
Foto Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário