quinta-feira, 5 de maio de 2011

Cooperação internacional: Centro de Educação da Guatemala segue padrão Senai

O modelo catarinense de educação profissional está sendo implantado na Guatemala, onde será inaugurado em julho próximo o Centro de Formação Profissional Brasil-Guatemala (foto). Instalada na cidade de Huehuetenango, no noroeste do país e próxima à divisa com o México, a escola está sendo construída segundo a experiência do Senai de Santa Catarina. A iniciativa é resultado de cooperação entre os governos dos dois países, o Senai Nacional e o guatemalteco Instituto Técnico de Capacitación y Produticvidad (Intecap).

Divulgação

Firmado em junho de 2009, o Ajuste Complementar do Projeto de Cooperação Técnica visa, além da edificação da escola, o fornecimento de mobiliário, equipamentos laboratoriais e de oficinas, formação de gestores e docentes para as áreas de metalmecânica, alimentos, mecânica automotiva e eletricidade. Quando inaugurado, o Centro será a sexta instituição fora do Brasil que conta com a expertise do SENAI – há unidades semelhantes em Angola, Cabo Verde, Paraguai, Guiné Bissau e Timor Leste. Outras nove estão em fase de instalação.

Nos 4 mil metros quadrados de área construída, o Centro guatemalteco contará com 22 laboratórios didáticos, distribuídos em cinco prédios, que terão capacidade para atender 1.200 estudantes. A escola vai ministrar 45 cursos. Os padrões do Senai vão desde o projeto arquitetônico ao método didático-pedagógico, passando pelo modelo de gestão e por aspectos da infraestrutura, como a instalação de computadores conectados à internet e de projetores nos ambientes educacionais.

Especificados pelo Senai e o Intecap, os equipamentos da nova unidade foram adquiridos de fabricantes brasileiros, o que, a médio prazo, poderá contribuir para a comercialização de bens nacionais naquele país da América Central. Os quatro primeiros contêineres de maquinário foram embarcados no Porto de Navegantes, no início de fevereiro.

Desde setembro de 2010, o Senai mantém um profissional em Huehuetenango. Responsável pela elaboração de projetos de capacitação de docentes, coordenadores e gestores e de recursos didáticos, Evande João da Silva permaneceu na Guatemala até dezembro. Atualmente, o coordenador brasileiro da unidade é o catarinense Adriano Fernandes Cardoso.

As próximas etapas são o estágio no Brasil de seis gestores e oito docentes do Intecap, que vão conhecer as unidades do Senai e visitar empresas de grande porte. Haverá ainda a instalação dos equipamentos na unidade, que será feita, também, por especialistas do SENAI.

Capital de um departamento (estado) homônimo, Huehuetenango está a 270 quilômetros da Cidade da Guatemala, capital do país, e a 70 quilômetros da fronteira com o México. O departamento tem 850 mil habitantes, sendo que cerca de 10% residem na capital. A economia é baseada nos setores de agricultura, comércio e serviços. Nos 31 municípios do departamento, são falados pelo menos doze idiomas ou dialetos de origem maia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário