quinta-feira, 14 de abril de 2011

Nova fábrica em Mato Grosso do Sul: Senai formará trabalhadores para instalação de indústria têxtil

Sindivest de Mato Grosso do Sul e o Senai-MS articulam ações para qualificar profissionais para GID Têxtil, fábrica de fios que está iniciando a instalação de uma unidade em Campo Grande. "A empresa é muito importante para o ciclo produtivo do algodão no estado e representa o adensamento da cadeia algodoeira porque agregaremos valor a uma matéria-prima”, disse o diretor-corporativo do Sistema Fiems e diretor-regional do Senai-MS, Jaime Verruck.

Na última terça (12/4), Verruck esteve reunido como presidente do Sindivest, José Francisco Veloso Ribeiro, e com o diretor-executivo da GID Têxtil, Luís Guedes, em torno da agenda de qualificação profissional. A chegada da GID Têxtil também contribui, segundo Verruck, para atrair outras empresas do segmento de fios para Mato Grosso do Sul. “Outras indústrias da cadeia têxtil passaram a olhar a região, interessadas no fio que é produzido aqui."

Segundo Ribeiro, também poderão se interessar empresas de malharia, tecelagem, confecção e outros produtos que integram a cadeia produtiva do algodão. Nesta primeira fase, a GID Têxtil demanda na primeira fase vai investir R$ 17 milhões. A capacidade produtiva será de 160 toneladas de fios por mês.

“O projeto contempla 27 mil metros quadrados de área construída divididos em quatro fases”, explicou Guedes, informando que na decisão de se instalar em Mato Grosso do Sul, além dos incentivos fiscais, pesou a proximidade das lavouras de algodão.

A produção deverá começar em julho próximo. “Traremos máquinas sofisticadas, lançadas na Europa no ano passado” disse ele o diretor da empresa. “Vamos trazer profissionais para atuar em funções estratégicas e vamos precisar de trabalhadores qualificados em operações produtivas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário