quarta-feira, 30 de março de 2011

Brasil de Luto: Sistema Indústria lamenta morte de José Alencar

"Perdemos um grande amigo e um brasileiro exemplar", disse o presidente do Sistema Indústria, Robson Braga de Andrade, ao lamentou nesta terça (29/3) a morte do empresário e ex-vice-presidente da República José Alencar Gomes da Silva.

“Ele foi um industrial ousado e um líder empresarial que soube, com sabedoria e espírito empreendedor, construir o maior grupo têxtil do país. Político habilidoso, ajudou, com a mesma tenacidade que lutou pela vida, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a recolocar o Brasil no caminho do crescimento e projetar o país no exterior”, disse Andrade.

José Alencar foi grande incentivador da Educação Profissional, conforme fez questão de ratificar durante visita a 6ª Olimpíada do Conhecimento, em março do ano passado – Foto Miguel Ângelo
José Alencar foi grande incentivador da Educação Profissional, conforme fez questão de ratificar durante visita a 6ª Olimpíada do Conhecimento, em março do ano passado – Foto Miguel Ângelo

Andrade lembrou que Alencar foi um dos seus antecessores na presidência do Sistema Fiemg. “Ele fortaleceu e dinamizou a Fiemg”, disse Andrade. Ele comunicou a morte de José Alencar na reunião mensal de diretoria da organização, e pediu aos presentes – presidentes das federações de indústrias e executivos do Sistema – um minuto de silêncio.

Em Portugal, o ex-presidente Lula se emocionou ao falar de seu companheiro José Alencar. "Alencar tinha esperanças de que a fé em Deus ia ajudá-lo. Nossa relação era mais do que de vice com presidente, nossa relação era de irmãos, companheiros. Vinha falando e visitando ele quase toda semana e o otimismo dele era uma coisa que causava na gente até inveja de ver a força que ele tinha", disse Lula.

Chorando muito ao longo da entrevista, o ex-presidente afirmou também que só conseguiu se eleger em 2002 devido ao apoio de Alencar. Ele lembrou discursos e comícios ocorridos durante a campanha e também a participação do ex-vice, mesmo fragilizado, na campanha de Dilma Rousseff. Lula afirmou que vai dedicar o título de doutor honoris causa, na Universidade de Coimbra, que receberá nesta quarta (30/3), a José Alencar.

Torcedor do Nacional Atlético Clube, de Muriaé, cidade onde nasceu, o mineiro José Alencar morreu aos 79 anos e lutava há 14 contra o câncer. O ex-vice-presidente deixa esposa, Mariza Gomes da Silva, três filhos, Josué, Maria da Graça e Patrícia, netos e bisnetos. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos em decorrência da doença. Alencar estava internado desde segunda (28/3), na UTI do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, em estado crítico com quadro de oclusão intestinal e peritonite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário